Avaliação da Educação Ambiental em escolas vinculadas a uma usina de cana-de-açúcar na Mata Sul de Pernambuco

Igor Vinícius Pereira Cunha

Resumo


A Educação Ambiental (EA) no Brasil sofreu um crescimento recente e acelerado guiado pelo avanço da consciência ambiental. A educação formal incorporou essa temática para formar cidadãos atuantes em questões ambientais de forma consciente e sustentável. Uma escola influencia a comunidade onde atua e a EA é um dos caminhos para tentar superar problemas ambientais. As escolas estudadas estão localizadas em área de Mata Atlântica, com parte de seus remanescentes situada em propriedades das usinas de cana-de-açúcar. Portanto, o artigo objetiva analisar a inclusão da EA em escolas vinculadas à Usina Trapiche, investigando, por meio de questionários, a percepção dos professores sobre o tema nos locais de trabalho e suas dificuldades para abordar os conteúdos. Os questionários foram respondidos por 22 professores que atendem aproximadamente 1.300 alunos nas escolas estudadas. Todas essas escolas realizam atividades de EA, com predominância da questão acerca dos resíduos sólidos. As dificuldades relatadas foram comuns à Educação em geral. Foi constatado que a EA está inserida no contexto estudado, mas o desafio parece ser incluí-la definitivamente no currículo e no dia a dia da escola. Além da pesquisa, foram realizadas atividades lúdicas, oficinas e palestras, vivenciando com a comunidade escolar os temas mais relevantes da EA na região.





Palavras-chave


Educação Ambiental; Educação formal; Formação de professores; Projetos pedagógicos

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n3p221

Direitos autorais 2013 Igor Vinícius Pereira Cunha

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.