Distribuição e densidade do bivalve Tivela mactroides (Born, 1778) em região estuarina tropical do semiárido do nordeste brasileiro

Autores

  • Eudilena Laurindo Medeiros Universidade Federal Rural do Semiárido
  • Gabryelle Viégas Fernades Universidade Federal Rural do Semiárido
  • Gustavo Gonzaga Silva Universidade Federal Rural do Semiárido

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n1p79

Palavras-chave:

Estuário, Matéria orgânica, Precipitação, Salinidade

Resumo

O presente estudo avaliou a distribuição (espacial e temporal) e a densidade do molusco Tivela mactroides em praias de uma região estuarina tropical do semiárido brasileiro e as suas relações com temperatura, salinidade, matéria orgânica e granulometria do sedimento. Semestralmente (abril/2009 a outubro/2011) foram dispostos 20 transectos perpendicularmente à linha da praia em direção ao mar, com 300 m de comprimento na zona intertidal. Em cada transecto foram definidos sete pontos de coletas com distância de 50 m entre si e coletadas amostras de moluscos e sedimento. As maiores densidades médias de T. mactroides foram observadas em abril/2009 (43 indivíduos/m2) e outubro/2009 (45 indivíduos/m²), enquanto em abril/2010 e outubro/2010 foram constatados os menores valores (11 e 7 indivíduos/m², respectivamente). A redução da densidade nestes meses provavelmente esteve relacionada à intensa precipitação que ocasionou uma diminuição da salinidade na região. A análise de correlação entre a densidade de T. mactroides e a distância do estuário do Rio Apodi-Mossoró foi positiva, evidenciando o aumento do número de indivíduos desta espécie ao se afastar da região estuarina. A densidade de T. mactroides apresentou correlação negativa com a porcentagem de matéria orgânica. Pôde-se constatar ainda um padrão de distribuição agregado para esta espécie.

Downloads

Publicado

2013-11-29

Edição

Seção

Artigos