Aspectos da alimentação de Knodus heteresthes (Characiformes, Characidae) no igarapé do Nove, bacia do rio Machado, Rondônia, Brasil

Wesclen Vilar Nogueira, Igor David Costa

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n3p97

Neste estudo, descrevemos o hábito alimentar de Knodus heteresthes em um igarapé amazônico e exploramos a hipótese de que as variações da dieta ocorrem em função da alternância de estações e desenvolvimento ontogenético. A maioria dos espécimes coletados apresentou tamanho pequeno (< 30 mm). Observamos que a espécie consome ampla variedade de itens, variando de material de origem vegetal, como algas, sementes e folhas, e material de origem animal, como aracnídeos, briozoários e insetos terrestres e aquáticos em diversos estágios de vida, sugerindo uma dieta onívora, embora com expressivo consumo de insetos alóctones. Itens de origem alóctone foram mais representativos do que itens autóctones para jovens (χ2 = 70,4; p < 0,05) e adultos (χ2 = 60,6; p < 0,05), em ambas as estações (chuvosa, χ2 = 53,0; p < 0,05; seca, χ2 = 77,0; p < 0,05), e representaram mais de 70% da dieta da espécie em todas as amostras, indicando certo grau de especialização. Tal especialização, por sua vez, pode estar relacionada às elevadas abundâncias encontradas pela espécie, que possivelmente demonstra boa capacidade em alocar energia para crescimento, no caso dos indivíduos jovens, e reprodução, no caso dos adultos, tornando-a uma das espécies dominantes em igarapés conservados.


Palavras-chave


Amazônia; Dieta; Ontogenia; Sazonalidade

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n3p97

Direitos autorais 2014 Wesclen Vilar Nogueira, Igor David Costa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.