Composição florística da mata ciliar no baixo rio Gramame, Paraíba, Brasil

Thiago da Silva Farias, Alex da Silva Santos, Mateus Vieira dos Santos, Cleomar Porto Bezerra, Hermes de Oliveira Machado Filho, José Iranildo Miranda de Melo

Resumo


A mata ciliar tem uma importância ecológica e econômica fundamental para as cadeias produtivas associadas a ela. Este estudo teve por objetivo realizar um levantamento florístico de trechos da mata ciliar do rio Gramame, estado da Paraíba, Nordeste do Brasil, e analisar a similaridade florística com fragmentos de vegetação ciliar brasileiros. Foram encontradas 136 espécies pertencentes a 106 gêneros e 43 famílias. As famílias mais representativas foram: Fabaceae (19 spp.), Cyperaceae (16 spp.) e Rubiaceae (11 spp.). O hábito predominante foi o herbáceo e o espectro biológico mais bem representado foi o caméfito. Em relação à distribuição geográfica, predominaram as espécies de ampla distribuição associadas à província neotropical. Os padrões de distribuição evidenciaram baixa similaridade entre as áreas, destacando-se as espécies de ampla distribuição. A análise de similaridade apontou que a área esteve floristicamente relacionada a outras duas áreas costeiras das regiões Nordeste e Sudeste do Brasil. Apenas espécies tipicamente relacionadas aos ambientes estuarinos explicariam as conexões florísticas detectadas.


Palavras-chave


Flora; Nordeste setentrional; Veredas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p23

Direitos autorais 2015 Thiago da Silva Farias, Alex da Silva Santos, Mateus Vieira dos Santos, Cleomar Porto Bezerra, Hermes de Oliveira Machado Filho, José Iranildo Miranda de Melo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.