Tratamentos pré-germinativos para sementes de Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne

Sergio Roberto Garcia dos Santos, Renata Salaro Stecca e França de Oliveira, Luciana Cantanhede de Souza, Sebastiana Dutra Souza Revoredo da Silva

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2016v29n4p1

Hymenaea stigonocarpa, conhecida como jatobá-do-cerrado, pertence à família Fabaceae (Leguminosae) e está incluída na categoria de espécie “quase ameaçada de extinção”. Seus indivíduos ocorrem em áreas de cerrado e cerradão e suas sementes apresentam dormência física. Em razão dessa característica, este estudo teve por objetivo avaliar diferentes tratamentos pré-germinativos em sementes de H. stigonocarpa, sendo eles: imersão em fogo, ácido sulfúrico, ácido clorídrico, acetona, éter e água quente (100°C), além de escarificação mecânica com lixa e corte do tegumento com alicate de unha, lavagem em água corrente por 2 h. Os resultados obtidos pelos tratamentos foram comparados aos da testemunha, que não foi submetida a nenhum deles. Os parâmetros analisados foram: a porcentagem de germinação, o Índice de Velocidade de Germinação (IVG) e os percentuais de sementes duras e firmes e de sementes mortas. Os resultados obtidos foram: a) germinação: a água fervente e o ácido sulfúrico foram superiores aos da testemunha; b) IVG: a água fervente, o ácido sulfúrico, o fogo e a lixa foram superiores aos da testemunha; e c) não foram observadas diferenças estatísticas entre a testemunha e os demais tratamentos para o percentual de sementes mortas. Em vista disso, os tratamentos com a água fervente e o ácido sulfúrico se mostraram os melhores, considerando-se os parâmetros analisados.


Palavras-chave


Cerrado; Dormência; Espécie florestal; Espécie quase ameaçada; Espécie nativa

Texto completo:

PDF/A


Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.