Utilização de espécies exóticas na arborização e a facilitação para o estabelecimento de casos de invasão biológica

Juliano Ricardo Fabricante, João Paulo Bispo Santos, Kelianne Carolina Targino de Araújo, Vinicius Messas Cotarelli

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n1p55

O presente estudo teve como objetivo inventariar as espécies utilizadas na arborização do campus de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Areia, PB e classificá-las de acordo com sua origem e seu potencial invasor. Por meio de caminhadas por toda a área de estudo (busca ativa) foram inventariadas todas as espécies utilizadas na arborização local e classificadas em nativas e exóticas. As exóticas ainda foram classificadas quanto ao seu potencial invasor. Ao todo foram identificadas 76 espécies pertencentes a 67 gêneros e 25 famílias. Destas, apenas 26 espécies eram nativas. Os resultados do presente trabalho são preocupantes devido ao elevado número de espécies exóticas utilizadas na arborização do local de estudo (50 spp.) e pela presença de espécies reconhecidamente agressivas, a exemplo de Artocarpus heterophyllus Lam., Azadirachta indica A. Juss. e Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit.


Palavras-chave


Exóticas invasoras; Paisagismo

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n1p55

Direitos autorais 2017 Juliano Ricardo Fabricante, João Paulo Bispo Santos, Kelianne Carolina Targino de Araújo, Vinicius Messas Cotarelli

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.