Eficácia de diferentes formulações de acaricidas sobre larvas de Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1806) (Acari: Ixodidae) e Rhipicephalus (Boophilus) microplus (Canestrini, 1887) (Acari: Ixodidae)

Luciano Melo Souza, Marco Antonio Andrade Belo, Ives Charlie Silva

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n1p65

O parasitismo por ácaros sempre foi objeto de preocupações e perdas relacionadas à produção animal, assim como à transmissibilidade de agentes etiológicos de importantes doenças; e aproximadamente 95% das formas evolutivas dos carrapatos em fase não parasitária encontram-se no ambiente. Com base na importância de se controlar estágios larvares dos ixodídeos no ambiente, este estudo avaliou a eficácia de acaricidas in vitro sobre larvas de Rhipicephalus (Boophilus) microplus e Rhipicephalus sanguineus. Foram testadas: Cipermetrina 15% (T1); Deltametrina 25% (T2); associação de Cipermetrina 5% + Diclorvós 45% + Butóxido de piperolina 25% (T3); associação de Cipermetrina 15% + Clorpiriphos 25% + Citronela 1% (T4) e Amitraz 12,5% (T5). Para cada tratamento foram realizadas nove repetições contendo 20 larvas. As observações de motilidade foram realizadas: 1, 5, 10, 20 e 30 minutos após o tratamento (MPT); 1, 2, 6, 12 e 24 h após o tratamento (HPT); 5 dias após o tratamento (DPT). Os testes das larvas de R. (B.) microplus e R. sanguineus com deltametrina 25% serviram de controle positivo e demonstraram perda de motilidade de 100% das larvas com duas HPT para ambas de ixodídeos. O R. (B.) microplus apresentou maior sensibilidade aos desafios contendo a cipermetrina 15% e 5% associada ao diclorvós e butóxido de piperonila. Larvas de R. sanguineus apresentaram maior sensibilidade em menor tempo ao tratamento com amitraz a 12,5%. Contudo, apesar das diferenças no efeito acaricida observadas no decorrer dos tempos, obteve-se eficácia de 100% para todos os compostos inseticidas sobre os instares das duas espécies 12 HPT, demonstrando que, quando utilizados nas doses recomendadas pelos fabricantes, os produtos comerciais podem ser eficazes em estratégias de controle ambiental das larvas.


Palavras-chave


Antiparasitários; Bovinos; Cães; Carrapatos; Ixodídeos; Larvicidas

Texto completo:

PDF/A


Direitos autorais 2017 Luciano Melo Souza, Marco Antonio Andrade Belo, Ives Charlie Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.