Predizendo os efeitos do polimorfismo de nucleotídeo único A122V sobre o receptor de quimiocina CXC do tipo 1 de bovino Bos taurus (Artiodactyla: Bovidae) por análises in silico

Anete Ferraz Guzzi, Felipe Santos de Luna Oliveira, Márcia Maria de Souza Amaro, Paulo Fernando Tavares Filho, Jane Eyre Gabriel

Resumo


Este estudo objetivou predizer bioquimicamente as estruturas primárias e secundárias da proteína receptora de quimiocina CXCR1 bovina não polimórfica e polimórfica carreando o polimorfismo A122V por análises in silico. Duas sequências da proteína CXCR1 de bovino Bos taurus foram selecionadas a partir da base de dados de sequências de proteínas UniProtKB/Swiss-Prot: a) uma sequência não polimórfica (A7KWG0), contendo o aminoácido alanina (A) na posição 122, e b) uma sequência polimórfica, apresentando o aminoácido valina (V) na mesma posição. As estruturas primárias e secundárias da proteína foram preditas empregando os programas ProtParam e Chou & Fasman Protein Secondary Structure Prediction CFSSP. Diferenças nos parâmetros físicos e químicos não foram previstas a partir da estrutura primária de ambas as proteínas analisadas. A presença de um domínio helicoidal, situado nas posições 100 e 150, foi exclusivamente encontrada na proteína CXCR1 não polimórfica. Resíduos de aminoácidos de propriedades bioquímicas variáveis foram detectados na posição 122 na proteína CXCR1 dos ruminantes e humana, sugerindo que esse peptídeo é altamente polimórfico em vertebrados. Os resultados aqui descritos predizem diferenças no padrão da estrutura secundária da proteína CXCR1 bovina não polimórfica e polimórfica A122V empregando ferramentas de Bioinformática.

 


Palavras-chave


Bioinformática; Conservação proteica; Estrutura primária e secundária; Proteína CXCR1

Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n4p1

Direitos autorais 2017 Anete Ferraz Guzzi, Felipe Santos de Luna Oliveira, Márcia Maria de Souza Amaro, Paulo Fernando Tavares Filho, JANE EYRE GABRIEL

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.