In vitro mycelia behavior of native Phellinus strains

Lia Fernandes

Resumo


No presente trabalho  estudaram-se quatro culturas dicarióticas de espécies de phellinus em diferentes meios e temperaturas. O comportamento do micélio foi testado em meios sólidos (crescimentos radial e morfologia) e liquido (produção de biomassa) em duas temperaturas 25° C e 28° C. As culturas de P. punctatus e P. umbrinellus cresceram mais rápido em meio Agar extrato de malte, enquanto tal comportamento em P. flavomarginatus, e P. gilvus e foi em Agar aveia. Mudanças morfológicas foram observadas em P. gilvus e P. punctatus no meio Agar estrato de malte em 28° C. Em meio líquido, a temperatura de 28°C foi a melhor para produção de biomassa para P. punctatus (caldo de aveia) . Phelliinus flavomarginatus produziu, em ambas temperaturas testadas, mais biomassa em caldo batata.  Por outro lado, P. givus cresceu melhor a 25°C e em caldo batata.


Palavras-chave


Basidiomycetes; Hymenochaetaceae; Biomassa; crescimento radial; Podridão branca

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2003 Lia Fernandes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.