Avaliação do crescimento do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L. cv Carioca) sob diferentes níveis de magnésio

Autores

  • Carmen Sílvia Fernandes Boaro Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista
  • João Domingos Rodrigues Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista
  • Selma Dzimidas Rodrigues Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista
  • Maria Elena Aparecida Delachiave Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista
  • Elizabeth Orika Ono Universidade de Taubaté
  • José Figueiredo Pedras Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris, Magnésio, Análise de crescimento, Parâmetros fisiológicos

Resumo

Com o objetivo de avaliar a influência dos níveis de magnésio sobre o crescimento do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L. cv Carioca), empregou-se a solução nutritiva nº2 de Hoagland e Arnon, modificada pela variação da concentração desse mineral, que estabeleceu a diferença entre os tratamentos, com níveis de 2,4; 24,3; 48,6; 72,9 e 97,2 ppm de magnésio. O experimento foi realizado em blocos ao acaso, com 3 repetições, em esquema fatorial. Foram realizadas 5 colheitas, a intervalos de 14 dias, calculando-se a razão de área foliar (RAF), área foliar específica (AFE), peso específico de folha (PEF), taxa assimilatória líquida (TAL) e taxa de crescimento relativo (TCR). Os resultados observados em plantas submetidas à solução é a mais indicada para o crescimento de Phaseolus vulgaris L. cv Carioca, nas condições em que se desenvolveu o experimento. Níveis de magnésio acima de 48,6 ppm não determinaram alterações evidentes dos parâmetros avaliados. A solução nutritiva com 2,4 ppm de magnésio proporcionou às plantas de feijão condições adequadas durante quase todo o ciclo do vegetal, com exceção do final da fase reprodutiva.

Biografia do Autor

Carmen Sílvia Fernandes Boaro, Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista

Possui Graduação em Ciências Biológicas Bacharelado pelo Instituto Básico de Biologia Médica e Agrícola, Graduação em Ciências Biológicas Licenciatura pelo Instituto Básico de Biologia Médica e Agrícola, Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Mais informações no Currículo Lattes.

João Domingos Rodrigues, Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista

Formado em Agronomia pela Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu, Graduação em Licenciatura em Ciências Agronômicas pela Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu e Doutorado em Ciências (PhD) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Livre-Docente em Fisiologia Vegetal pelo Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista - UNESP. Atualmente é Professor Titular da Universidade Estadual Paulista - UNESP.

Mais informações no Currículo Lattes.

Selma Dzimidas Rodrigues, Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista

Possui Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas Mod. Médica pela Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu, Graduação em Licenciatura Em Ciências Biológicas pelo Instituto Básico de Biologia Médica e Agrícola, Mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Mais informações no Currículo Lattes.

Maria Elena Aparecida Delachiave, Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista

Possui Graduação em Engenharia Agonômica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Mestrado em Ciências Biolpgicas (Fisiologia Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa e Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos. Professor adjunto aposentado da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Mais informações no Currículo Lattes.

Elizabeth Orika Ono, Universidade de Taubaté

Graduada em Ciências Biológicas Bacharelado/Licenciatura pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é Professora Adjunta/Livre-Docente do Departamento de Botânica, do Instituto de Biociências de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

1996-01-01

Edição

Seção

Artigos