Amplificação de sequências gênicas pela reação em cadeia da polimerase: princípios do método e aplicabilidade em diagnóstico de doenças infecciosas

Regina Monte Barardi Regina Monte Barardi

Resumo


A reação em cadeia da polimerase (PCR) é uma técnica de produção "in vitro" de grandes quantidades de DNA. Há sete anos atrás (desde que a técnica foi descrita) o PCR tem tido um impacto enorme na pesquisa médica e biológica. Desde então, muitos artigos de revisão e livros técnicos descreveram a teoria, os protocolos experimentais e a potencialidade do método no que se refere à sua aplicabilidade. Este artigo comentará o princípio e a metodologia do PCR em laboratório clínico e suas aplicações em diagnóstico de infecções virais, bacterianas, fúngicas e parasitárias. Um dos principais objetivos do presente artigo é o de determinar quais as doenças no qual o PCR oferece vantagens sobre os métodos convencionais de diagnóstico. Por exemplo, o PCR será o método de escolha para a detecção de patógenos que são difíceis, lentos ou impossíveis de cultivar "in vitro".

Palavras-chave


Diagnóstico; Amplificação gênica; Infecções virais; Infecções bacterianas; Infecções parasitárias

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1993 Regina Monte Barardi Regina Monte Barardi

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.