Efeito do fracionamento do exercício sobre o metabolismo de repouso, a utilização de lipídios, e a termogênese induzida pela alimentação

Jorge Roberto Perrout de Lima, Attila Jozsef Flegner, Emerson Silami-Garcia

Resumo


Neste estudo foi avaliado o gasto energético diário e o percentual de calorias provenientes da oxidação de lipídios nas condições: sem exercícios (SE), com exercício realizado em uma sessão diária (1S) e com exercício realizado em três sessões diárias (3S). Foi usado o método de calorimetria indireta de circuito aberto, com medidas a cada hora, durante 13 horas. Nas três condições foi servida a mesma dieta e os indivíduos foram mantidos em repouso. O gasto energético e a utilização de lipídios se apresentaram significativamente mais elevados nos dias em que foram realizados os exercícios do que nos dias sem exercícios. Não houve diferença significativa entre o gasto energético ou a termogênese induzida pela alimentação nas condições com exercício. Concluiu-se que a realização de 3 sessões de exercícios de curta duração podem substituir uma sessão mais prolongada, no que diz respeito aos seus efeitos sobre o gasto energético e a utilização de lipídios em repouso.

Palavras-chave


Metabolismo de repouso; Termogênese induzida pela alimentação; Termogênese induzida pela atividade física; Utilização de lipídios

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1993 Jorge Roberto Perrout de Lima, Attila Jozsef Flegner, Emerson Silami-Garcia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.