Inoculação cruzada em Mimosa bimucronata (D.C.) (O Kuntze) e Mimosa scabrella (Bentham) de estirpes de Brandyrhizobium spp. isoladas destas espécies em Santa Catarina

Gerson Henrique Wuthstrack, Germano Nunes Silva Filho

Resumo


Verificou-se a ocorrência de inoculação cruzada em maricá (Mimosa bimucronata (D.C.) O. Kuntze) e bracatinga (M. scabrella Bentham) pela inoculação de isolados obtidos de nódulos coletados de ambas as espécies em diferentes regiões do estado. As plântulas foram cultivadas axenicamente em tubos de ensaio contendo meio de Jensen suplementado com solução de micronutrientes em casa de vegetação. O maricá nodulou com todos os isolamentos em pelo menos 1 dos 3 tubos inoculados, e a bracatinga com a quase totalidade dos isolados de maricá. Tais dados demonstram a ocorrência de inoculação cruzada e que algumas estirpes podem ser especificas. Como alguns isolados não nodularam nenhuma das plântulas dos 3 tubos ou nodularam em 1 ou 2, suspeita-se que possa ter ocorrido problemas no meio utilizado, ou que as plântulas eram muito jovens, ou ainda devido à grnade variabilidade das sementes.

Palavras-chave


Inoculação cruzada; Cradyrhizobium; Nodulação

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1989 Gerson Henrique Wuthstrack, Germano Nunes Silva Filho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.