Residência em Saúde Mental Coletiva: São Lourenço do Sul

Autores

  • Franciane de Oliveira Alves
  • Daiane Rocha
  • Priscila Borges

Palavras-chave:

Formação, Saúde Mental, Residência, SUS.

Resumo

A Residência Multiprofissional em Saúde (RMS) faz parte da Política Nacional de Educação e desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e constitui-se em uma modalidade de ensino de pós-graduação, destina-se a profissionais da saúde, voltada para educação em serviço, na lógica da interdisciplinaridade, visando à formação coletiva, em serviço e em equipe, o que se espera que contribua na integralidade do cuidado ao usuário. Esta formação em serviço visa fortalecer e qualificar o SUS, contribuindo na produção da atenção integral ao usuário. A Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul - ESP/RS, oferta a residência integrada em saúde,  onde as atividades práticas são desenvolvidas em dois anos consecutivos, dedicação integral e financiada pela secretaria estadual de saúde. A partir de 2012 inicia-se o processo de descentralização da ESP, onde outros municípios passam a fazer parte do processo de formação, sendo um deles, São Lourenço do Sul. O município foi contemplado com a Ênfase de Saúde Mental Coletiva, sendo ofertadas vagas para os cursos de Artes, Educação Física, Enfermagem, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional. Faz parte do plano de formação dos residentes a circulação em campos de atuação nos serviços substitutivos da rede de saúde mental do município.

Downloads

Publicado

2014-07-12

Como Citar

ALVES, F. de O.; ROCHA, D.; BORGES, P. Residência em Saúde Mental Coletiva: São Lourenço do Sul. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 6, n. 13, p. 137, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/68927. Acesso em: 25 jan. 2022.