O Ser do Riso: Humor como fator de humanização

Conteúdo do artigo principal

Paulo Henrique Pinto Carneiro

Resumo

O humor é um tema recorrente no pensamento filosófico ocidental, sendo entendido a partir das mais diversas interpretações. O presente trabalho tem como objetivo apontar as possibilidades do humor enquanto fator para humanização nos contextos sociais. Para tanto é necessário compreender a ontologia do ser humano em suas três dimensões, sendo elas: biológica, psicológica e fundamentalmente, na dimensão mais humana do ser, a noológica, que é livre e capaz de se direcionar ao sentido e aos valores de cada situação, assim como a neutralidade, que contempla todos os aspectos em uma mesma situação, ou seja, não se direciona simplesmente àquilo que tem mais ou menos poder, mas sim a todas as possibilidades presentes em um encontro. Nesta visão, o humor se apresenta como um hiato ontológico entre os homens e os demais animais, abrindo o ser para o mundo e para os outros, através da sua capacidade da autotranscendência, assim sendo, o humor é uma capacidade especificamente humana que derruba hierarquias, equidistanciando os seres de uma mesma espécie, possibilitando assim um encontro autêntico entre seres de uma mesma espécie: homo sapiens, ou seja, seres humanos.

Detalhes do artigo

Como Citar
PINTO CARNEIRO, . H. O Ser do Riso: Humor como fator de humanização. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 6, n. 13, p. 142, 2014. DOI: 10.5007/cbsm.v6i13.68931. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/68931. Acesso em: 30 nov. 2022.
Seção
Resumos