Circulando pelo território com jovens marceneiros: relato de uma experiência intersetorial com usuários de um CAPS Infantojuvenil

Conteúdo do artigo principal

Mariana Desenzi Silva

Resumo

O presente trabalho busca compartilhar um interessante componente intersetorial do projeto terapêutico singular de alguns usuários-adolescentes de um CAPS Infantojuvenil da cidade de São Paulo. Trata-se da oferta de um curso de marcenaria, com frequência semanal e duração de um semestre a um ano e bolsa-auxílio, que possibilita a circulação pelo território e o encontro com a diversidade de jovens de outros serviços. Para além da habilidade com a madeira, trabalhamos a apropriação de espaços comunitários, o protagonismo diante da construção da participação de cada um no projeto, bem como o rompimento com uma lógica de intervenções fechadas no espaço do CAPS. Considerando a história da Reforma Psiquiátrica Brasileira, a estrutura do projeto de marcenaria e os efeitos que ele busca alcançar, é possível compreender a importância dessa experiência na direção da reabilitação psicossocial.

Detalhes do artigo

Como Citar
DESENZI SILVA, . Circulando pelo território com jovens marceneiros: relato de uma experiência intersetorial com usuários de um CAPS Infantojuvenil. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 11, n. 30, p. 158–169, 2019. DOI: 10.5007/cbsm.v11i30.69740. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/69740. Acesso em: 31 jan. 2023.
Seção
ATENÇÃO PSICOSSOCIAL A CRIANÇAS E ADOLESCENTES
Biografia do Autor

Mariana Desenzi Silva, CAPS Infantojuvenil da Vila Maria/Vila Guilherme

Psicóloga. Especialista em Saúde Mental pelo Programa de Aprimoramento Multiprofissional - FUNDAP/CAPS Prof. Luís da Rocha Ceruqueira.