ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A UMA PACIENTE COM TRANSTORNO DEPRESSIVO RECORRENTE, BASEADA NA AVALIAÇÃO FAMILIAR: ESTUDO DE CASO À LUZ DO MODELO CALGARY

Autores

  • Neires Alves de Freitas Uece
  • Flávia Martins Marques
  • Ellanny de Loiola Siqueira
  • Eliany Nazaré Oliveira
  • Francisca Dalila Paiva Damasceno de Lima
  • Mikaele Alves Freitas

DOI:

https://doi.org/10.5007/cbsm.v12i33.70220

Palavras-chave:

Transtorno depressivo, cuidados de enfermagem, família.

Resumo

A Depressão é um dos transtornos afetivos mais conhecidos pela sociedade e requer um bom acompanhamento profissional. O presente estudo teve com objetivo realizar a sistematização da assistência de enfermagem a uma paciente com diagnóstico de Transtorno Depressivo Recorrente, tendo como base a avaliação da estrutura, desenvolvimento e funcionamento da família, a partir do Modelo Calgary de Avaliação da Família. Trata-se de uma pesquisa exploratória, caracterizada como estudo de caso, no qual se adotou como estratégia metodológica a abordagem qualitativa. O estudo foi realizado durante os meses de agosto e setembro de 2013 no Centro de Saúde da Família – CSF Estação, inserida na Estratégia de Saúde da Família, no município de Sobral, Ceará. A escolha do sujeito ocorreu através de discussões entre a equipe pesquisadora e os profissionais de saúde do CSF supracitado. A partir dos resultados, ficou evidente que cabe ao enfermeiro promover transformações no seu modelo assistencial, utilizando-se da visita domiciliar e da criação de vínculo no âmbito familiar do doente mental como ferramentas significativas para uma assistência de qualidade, visando a reabilitação do paciente, sua socialização e melhora da autoestima, na perspectiva da promoção da saúde.

Biografia do Autor

Neires Alves de Freitas, Uece

Possui graduação em Educação Física (Bacharelado), pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2010). Com Especialização em Saúde da Família pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada (INTA), e Residência Multiprofissional em Saúde da Família pela Escola de Formação em Saúde da Família Visconde de Sabóia (EFSFVS). Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva do Instituto de Medicina Social (IMS), da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Integra a linha de Política, Planejamento e Administração em Saúde e o Grupo de Pesquisa do CNPq LAPPIS - Laboratório de Pesquisas sobre Práticas de Integralidade em Saúde

Downloads

Publicado

2020-12-22

Edição

Seção

Artigos de pesquisa