A ADESÃO AO TRATAMENTO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS SOB O OLHAR DOS PACIENTES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA

Autores

  • Caio Henrique Inácio Ferreira Universidade de Brasília
  • Karen Santana

DOI:

https://doi.org/10.5007/cbsm.v12i33.75158

Palavras-chave:

Uso de álcool, Serviço Social, Hospital Universitário, Substâncias psicoativas, Fatores de adesão.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar os fatores de adesão que interferem no processo de tratamento dos usuários do Serviço de Estudos e Atenção a usuários de Álcool e outras Drogas (SEAD) sob olhar dos próprios sujeitos e a partir dos limites e das possibilidades do trabalho do assistente social no Hospital Universitário de Brasília (HUB). A pesquisa utiliza métodos de coleta e de análise dos dados da pesquisa qualitativa, por meio de um grupo focal com 9 pacientes, usuários de álcool e outras drogas, em tratamento no SEAD e com as Assistentes Sociais no HUB. Dentre alguns dos resultados, percebeu-se que no que diz respeito a influência dos fatores de adesão no processo de tratamento, os sujeitos destacaram a imprescindibilidade do apoio familiar, este compreendido como sendo um apoio que se dá em todo o processo de tratamento, além de profissionais comprometidos com a temática de álcool e outras drogas; a vontade própria do indivíduo em mudar sua situação; e um tratamento humanizado e sem estigmas por parte dos profissionais de saúde.


Downloads

Publicado

2020-12-22

Edição

Seção

Artigos de pesquisa