Conjecturas acerca da adoção da mensuração a valor justo no Brasil

Autores

  • Fernando Dal-Ri Murcia USP - São Paulo -SP
  • Adriana Cristina da Silva USP - São Paulo -SP
  • Eric Barreto FEA-USP
  • Luiz Nelson Guedes de Carvalho USP - São Paulo - SP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8069.2008v5n9p11

Palavras-chave:

Valor Justo, Avaliação, Normas contábeis, Brasil, Fair value, Valuation, Accounting standards, Brazil

Resumo

A discussão acerca da relevância versus confiabilidade da informação é um dos assuntos mais debatidos na contabilidade. Longe de ser consenso entre a comunidade contábil, a mensuração a valor justo objetiva fornecer uma visão mais realista da situação econômico-financeira de uma entidade. Contudo, também poderia resultar na perda da credibilidade da informação contábil em razão da subjetividade existente no processo de avaliação dos ativos e passivos. Com o objetivo de apresentar uma contribuição à literatura existente acerca desse debate, o presente trabalho apresenta uma discussão sobre a adoção da mensuração a valor justo no Brasil. Primeiramente, apresenta-se uma breve revisão da avaliação de ativos e passivos de acordo com a teoria contábil. Em seguida, examinam-se as normas do International Accounting Standards Board (IASB) e do Financial Accounting Standards Board (FASB). Analisam-se também algumas pesquisas empíricas acerca da mensuração a valor justo. Finalmente, busca-se analisar alguns aspectos específicos da implementação dessa norma contábil no Brasil. De uma maneira geral, o trabalho busca contribuir para a construção do conhecimento científico em contabilidade, na medida em que discute um tema que é um problema real das organizações e, todavia, incipiente na literatura brasileira.

Biografia do Autor

Fernando Dal-Ri Murcia, USP - São Paulo -SP

Formado em Business Management pela Webber International University (2001), em Contabilidade pela Univali (2008), mestre em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007) e doutorando em Contabilidade pela Universidade de São Paulo (2007- ). Possui experiência profissional na área de Controladoria, Contabilidade e Finanças. Foi Bolsita da Capes durante o mestrado e atualmente é bolsista de doutorado do CNPq. Leciona em cursos de MBA e cursos in-company nas áreas de contabilidade financeira e métodos quantitativos aplicados a Administração e Contabilidade. Na área acadêmica, realiza pesquisas na área de contabilidade para usuários externos (disclosure, normas contábeis, fraudes, republicação, etc.) e ensino e pesquisa na contabilidade (periódicos, programas de pós-graduação, curriculos, docentes, etc).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Luiz Nelson Guedes de Carvalho, USP - São Paulo - SP

Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade de São Paulo (1974), e em Ciências Contábeis pelas Faculdades São Judas Tadeu (1976). Mestre (1990) e doutor (1996) em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo - área de concentração Gestão de Riscos e Auditoria Independente. Professor concursado no Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP, campus da capital, lecionando Contabilidade Internacional, Teoria da Contabilidade, Auditoria e Perícia, Tópicos Contemporâneos de Contabilidade, nos cursos de Graduação e de Pós-graduação 'strictu sensu'. É pesquisador e diretor de pesquisas da FIPECAFI com mandato até 2008. Participa da coordenação dos laboratórios de Auditoria e Perícia e de Contabilidade Internacional da FEA/USP.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigos