Reconhecimento contábil da degeneração de ativos biológicos para a produção no cultivo de árvores frutíferas

Autores

  • Allana Souza Martins
  • Deyvison de Lima Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8069.2014v11n22p73

Palavras-chave:

Ativo biológico para a produção, Árvore frutífera, CPC 29, Degeneração, Fluxo de caixa descontado

Resumo

Este trabalho apresenta uma proposta de fluxo contábil da degeneração na fruticultura com base nos procedimentos normatizados pelo CPC 27 e CPC 29, confirmando a possibilidade de mensuração das transformações biológicas nas atividades rurais em acordo com as normas atuais de Contabilidade e auxiliando na redução de distorções na mensuração do patrimônio da entidade. Para isso, o estudo de casos múltiplos foi utilizado como procedimento metodológico. Foram aplicadas entrevistas, observações diretas e análises documentais em empreendimentos cultivadores de árvores frutíferas. Nos resultados obtidos, consta uma comparação do reconhecimento da degeneração com base nos dois métodos de mensuração de ativos: custo e valor justo.

Biografia do Autor

Allana Souza Martins

Acadêmica de Ciências Contábeis pela UNIR/Vilhena

Deyvison de Lima Oliveira

Professor do departamento de Ciências Contábeis da UNIR/Vilhena

Referências

ARGILÉS, J. M.; GARCIA-BLANDON, J.; MONLLAU, T. Fair value versus historical cost-based valuation for biological assets: predictability of financial information. Revista de Contabilidad-Spanish Accounting Review, v. 14, p. 87-113, 2011.

AZEVEDO, G. M. D. C. Factores influentes na aplicação da IAS 41 “agricultura” nas empresas vitivinícolas portuguesas. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v. 5, p. 86-116, 2011.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

CPC. CPC 01 Redução ao Valor Recuperável de Ativos. In: (Ed.). Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2010. Disponível em: < http://www.cpc.org.br/index.php >. Acesso em: 15 out. 2013.

CPC. CPC 27 Imobilizado. In: (Ed.). Pronunciamentos técnicos contábeis 2009. Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2009a. Disponível em: < http://www.cpc.org.br/index.php >. Acesso em: 7 ago. 2013.

CPC. CPC 29 Ativo biológico e produto agrícola.In: (Ed.). Pronunciamentos técnicos contábeis 2009. Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2009b. Disponível em: < http://www.cpc.org.br/index.php >. Acesso em: 7 ago. 2013.

CREPALDI, S. A. Contabilidade rural: uma abordagem decisorial. 4. ed . São Paulo: Atlas, 2006.

FIGUEIREDO, A. M.; SANTOS, M. L. D.; LIMA, J. F. D. Importância do Agronegócio para o Crescimento Econômico de Brasil e Estados Unidos. Revista Gestão & Regionalidade v. 28, 2012.

FREIRE, M. D. D. M.; MACHADO, M. R. R.; MACHADO, L. S.; SOUZA, E. S.; OLIVEIRA, J. J. D. Aderência às normas internacionais de Contabilidade pelas empresas brasileiras. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 6, p. 3-22, 2012.

HENDRIKSEN, E. S.; BREDA, M. F. V. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2007.

IUDÍCIBUS, S. D.; MARTINS, E.; GELBCKE, E. R.; SANTOS, A. D. Manual de Contabilidade Societária: aplicável a todas as sociedades de acordo com as normas internacionais e do CPC. São Paulo: Atlas, 2010.

MARION, J. C. Contabilidade Rural: Contabilidade agrícola, Contabilidade da pecuária, imposto de renda pessoa jurídica. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

OLIVEIRA, D. D. L.; FERREIRA, E. P. D. S.; PORTO, W. S. Mensuração e evidenciação do ativo biológico na piscicultura: uma proposta de fluxo contábil à luz do CPC 29. R.E.S.C – Revista Eletrônica Saber Contábil v. 2, p. 39-53, 2012.

PEREIRA, B. A. D.; BRAGA, A. L.; STEFFANELLO, M.; VENTURINI, J. C. Avaliação de estratégias de desenvolvimento econômico e social por meio da implantação de cadeias produtivas de fruticultura no Espírito Santo. Revista Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 12, p. 275-289, 2010.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, A. F. S. D.; SILVA, E. P. D.; DENBER, M. W. D. S. Mensuração do fair value de ativos tangíveis: estoque e ativo imobilizado. Revista Pensar Contábil, v. 13, p. 48 - 55, 2011.

SILVA FILHO, A. C. D. C. E.; CAMPOS, S. J. B.; PAULO, E.; CÂMARA, R. P. D. B. Sensibilidade do Patrimônio Líquido a adoção do fair value na avaliação dos ativos biológicos e produtos agrícolas: um estudo nas empresas do agronegócio listadas na Bovespa no período de 2008 e 2009. Revista Custos e @gronegócio on line, v. 8, n. Especial, 2012.

SILVA FILHO, A. C. D. C. E.; MACHADO, M. A. V.; MACHADO, M. R. Custo histórico X valor justo: qual informação é mais value relevant na mensuração dos ativos biológicos? Revista Custos e @gronegócio on line, v. 9, 2013.

SOARES BRASIL, A. M.; OLIVEIRA, K. C.; ARAÚJO NETO, P. L. D.; NASCIMENTO, I. A. D.; MORAES JUNIOR, V. F. D. Representatividade do custo de controle da mosca minadora na produção de melão: um estudo de caso na empresa Santa Júlia Agro Comercial Exportadora de Frutas Tropicais Ltda. Revista Custos e @gronegócio on line, v. 8, n. Especial, 2012.

WANDERLEY, C. A. N.; SILVA, A. C. D.; LEAL, R. B. Tratamento contábil de ativos biológicos e produtos agrícolas: uma análise das principais empresas do agronegócio brasileiro. Revista Pensar Contábil, v. 14, p. 53-62, 2012.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Downloads

Publicado

2014-04-08

Edição

Seção

Artigos