Conhecimentos contábeis e gerenciais e a ocorrência de heurísticas: um estudo com estudantes de ciências contábeis

Rafaella Maranhão Kawata Franceschini, Leandro Augusto Toigo

Resumo


O estudo teve por objetivo analisar se o perfil acadêmico e os conhecimentos contábeis e gerenciais influenciam a ocorrência de heurística. Para isso, foi realizada uma pesquisa de campo junto aos alunos de graduação do curso de Ciências Contábeis em três campi de uma Universidade Pública do Paraná, com uma amostra composta por 133 acadêmicos. O método de pesquisa foi o survey. Foram construídos três blocos de pesquisa, correspondentes a heurísticas, conhecimentos contábeis e gerenciais e perfil acadêmico. Realizou-se análise descritiva dos dados, contagem de heurísticas, análise fatorial e regressão logística. Os resultados apontam que variáveis do perfil acadêmico e o baixo conhecimento gerencial influenciam a presença de heurística. Como conclusão do estudo do perfil acadêmico as variáveis gênero, idade, experiência profissional e atuação contábil apresentaram relação significativa com a ocorrência de heurística, corroborando com os achados da Teoria dos Prospectos.


Palavras-chave


Heurísticas; Conhecimentos contábeis e gerenciais; Tomada de decisão

Texto completo:

PDF

Referências


BALESTRIN, A. Uma análise da contribuição de Herbert Simon para as Teorias Organizacionais. Revista Eletrônica de Administração, 8(4), jul/ago, 2002.

BARROS, L. A. Decisões de financiamento e de investimento das empresas sob a ótica de gestores otimistas e excessivamente confiantes. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo. 2005. https://doi.org/10.11606/t.12.2005.tde-07082007-224658

BAZERMAN, M. H.; MOORE, D. Processo decisório. 7. ed. Tradução de Daniel Vieira. Rio de Janeiro: Elsevier. 2010.

BAZERMAN, M. H. Processo Decisório. 5. ed. Rio de Janeiro: Campus. 2004.

BERGAMINI, C. W. Psicologia aplicada à administração de empresas: psicologia do comportamento organizacional. Editora Atlas SA. 2009.

BINGHAM, C. B.; EISENHARDT, K. M.; FURR, N. R. What makes a process a capability? Heuristics, strategy, and effective capture of opportunities. Strategic Entrepreneurship Journal, 1(1‐2), p27-47, 2007. https://doi.org/10.1002/sej.1

BURNHAM, T. A emoção é inimiga do dinheiro: invista com racionalidade e obtenha lucros excepcionais. São Paulo: SENAC, 2010.

CAMPOS, H. I. TQC – Controle da qualidade total (no estilo japonês) 8ª ed. Belo Horizonte: Editora de Desenvolvimento Gerencia. 1999.

CARVALHO, V. G.; SILVA, J. J.; MENDES, C. J. F.; SILVA J. D. G. A forma como o balanço patrimonial é apresentado altera a percepção do usuário externo quanto à interpretação do conteúdo informacional? Uma investigação no contexto brasileiro e cabo-verdiano. Revista Contemporânea de Contabilidade, 10(21), p71-86, 2013. https://doi.org/10.5007/2175-8069.2013v10n21p71

FREITAS, H. M.; MACADAR, M. A.; MOSCAROLA, J. Na busca de um método quanti-qualitativo para estudar a percepção do tomador de decisão. UFRGS/FCE/PPGA. 1996.

EDWARDS, W. The theory of decision making. Psychological bulletin, 51(4), p80, 1954.

EYSENCK, M. W.; KEANE, M. T. Cognitive psychology: A student's handbook. Taylor & Francis. 1995.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. D.; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. 2009.

FERNANDES, A. S. Heurísticas na decisão do consumidor. Tese de Doutorado (Doutorado em Economia) – Programa de Pós-Graduação em Economia, Escola de Economia de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas, São Paulo. 2010. https://doi.org/10.11606/d.12.2017.tde-30102017-114803

FIRMINO, J. E.; PAULO, E. Aspectos comportamentais no julgamento profissional dos auditores independentes. Contabilidade, Gestão e Governança, 16(3), p17-40, 2013.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC. 2002.

FREZATTI, Fábio et al. Análise crítica da contabilidade gerencial no Brasil sob a ótica dos professores de pós-graduação stricto sensu da área. BBR-Brazilian Business Review, v. 6, n. 3, 2009.

GARCIA, R. O processo de decisão: investigação teórico-empírica da mudança do paradigma analógico para o digital no ramo fotográfico brasileiro. Tese de Doutorado. Dissertação (Mestrado em Contabilidade e Finanças) Universidade Federal do Paraná. 2008.

GIGERENZER, G. Gut feelings: The intelligence of the unconscious. Penguin. 2007.

GONZALEZ, R. A. Heurísticas afetivas no mercado de ações: um estudo quase-experimental. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal da Bahia, Salvador. 2011.

GUERCINI, S.; LA ROCCA, A.; RUNFOLA, A.; SNEHOTA, I. Interaction behaviors in business relationships and heuristics: Issues for management and research agenda. Industrial Marketing Management, 43(6), p. 929-937, 2014. https://doi.org/10.1016/j.indmarman.2014.05.007

GUERCINI, S.; LA ROCCA, A.; RUNFOLA, A.; SNEHOTA, I. Heuristics in customer‐supplier interaction. Industrial Marketing Management, 48, p26-37, 2015. https://doi.org/10.1016/j.indmarman.2015.03.008

HENDRIKSEN, E. S.; VAN BREDA, M. F. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas. 1999.

KAHNEMAN, D.; RIEPE, M. W. Aspects of investor psychology. The Journal of Portfolio Management, 24(4), p. 52-65, 1998. https://doi.org/10.3905/jpm.1998.409643

KAHNEMAN, D.; TVERSKY, A. Prospect theory: An analysis of decision under risk. Econometrica: Journal of the econometric society, p. 263-291, 1979. https://doi.org/10.2307/1914185

KAHNEMAN, D. Rápido e devagar: duas formas de pensar. Tradução de Cassio de Arantes Leite. Rio de Janeiro: Objetiva. 2012.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. A estratégia em ação: balanced scorecard. Rio de Janeiro: Campus. 1997.

LEAL, D. O papel de custos afundados em decisões de alocação de recursos. Tese (Doutorado em Administração) – Instituto COPPEAD de Administração, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. 2014. https://doi.org/10.17771/pucrio.acad.3545

LIBBY, R.; BLOOMFIELD, R.; NELSON, M. W. Experimental research in Financial Accounting. Accounting, Organizations and Society. 27, p775-810, 2002. https://doi.org/10.1016/s0361-3682(01)00011-3

LIMA FILHO, R. N. Quanto mais faço, mais erro. Um estudo sobre a associação entre Práticas de Controladoria, Cognição e Heurísticas. Dissertação de Mestrado em Contabilidade. Universidade Federal da Bahia, Salvador. 2010.

LIMA FILHO, R. N.; BRUNI, A. L.; MENEZES, I. G. Validação do teste Need For Cognition: um estudo em contabilidade comportamental. Psicologia Ciência e Profissão, 33(1), p112-131, 2013. https://doi.org/10.1590/s1414-98932013000100010

LIMA FILHO, R. N.; BRUNI, A. L.; SAMPAIO, M. S. A Influência do Gênero, Idade e Formação na Presença de Heurísticas em Decisões de Orçamento: Um Estudo Quase experimental. Revista Universo Contábil, 8(2), p103-117, 2012. https://doi.org/10.4270/ruc.2012215

LOUDERBACK, J.G.; HOLMEN, J.; DOMINIAK, G. Managerial accounting. 9ª ed. Cincinnati: South-Western College Publisher. 2000.

LUCENA, W. G. L.; FERNANDES, M. S. A.; SILVA, J. D. G. A contabilidade Comportamental e os efeitos cognitivos no processo decisório: uma amostra com operadores da contabilidade. Revista Universo Contábil, 7(3), p41-58, 2011.

LUPPE, M. R.; ANGELO, C. F. de. As decisões de consumo e a heurística da ancoragem: uma análise da racionalidade do processo de escolha. RAM- Revista de Administração Mackenzie, 11(6), p81-106, 2010. https://doi.org/10.1590/s1678-69712010000600006

LUPPE, M. R. A heurística da ancoragem e seus efeitos no julgamento: decisões de consumo. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2006.

MACEDO Jr, J. S. Teoria do prospecto: uma investigação utilizando simulação de investimentos. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade de Santa Catarina. 2003.

MARTINS, et al. O comportamento financeiro dos estudantes de graduação à luz da teoria dos prospectos. Revista Ciências Administrativas, 21(1). 2015. https://doi.org/10.5020/2318-0722.2015.v21n1p95

MARTINS, O. S.; DE LIMA, D. V.; SILVA, J. D. G. Frame Dependence no comportamento do profissional contábil face à adoção dos novos padrões contábeis internacionais. Enfoque: Reflexão Contábil, 34(2), p51-69, 2015. https://doi.org/10.4025/enfoque.v34i2.22325

MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração: da escola científica à competitividade na economia globalizada. 2ª ed. São Paulo: Atlas. 2000.

OLIVEIRA, C. R.; ; CORDANI, L. K. Julgando sob incerteza: heurísticas e vieses e o ensino de probabilidade e estatística - Judging under uncertainty: heuristics and biases and teaching of probability and statistics. Educação Matemática Pesquisa, 18(3). 2016.

OTT, E.; DA CUNHA, J. V. A.; JÚNIOR, E. B. C.; DE LUCA, M. M. M. Relevância dos conhecimentos, habilidades e métodos instrucionais na perspectiva de estudantes e profissionais da área contábil: estudo comparativo internacional. Revista Contabilidade & Finanças, 22(57), p338-356, 2011. https://doi.org/10.1590/s1519-70772011000300007

PAYNE, J. W.; BETTMAN, J. R.; JOHNSON, E. J. The adaptive decision maker. Cambridge University Press. 1993.

PEREIRA, L. A. C.; MACÊDO, J. M. A.; LIBONATI, J. J.; LAGIOLA, U. C. T Reações de Afeto no Processo Decisório Gerencial das Organizações: Uma Abordagem a Partir da Prospect Theory. Revista Contabilidade Vista & Revista, Belo Horizonte, Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal de Minas Gerais, 21(1), p131-155, 2010.

PUCHKIN, V. N.; NEVEROVA, V. Heurística: a ciência do pensamento criador. Zahar. 1969.

SANTOS, D. G.; ARAUJO, V. D. S.; CAVALCANTE, P. R. N.; BARBOSA, E. T. Formação Acadêmica em Ciências Contábeis e sua Relação com o Mercado de Trabalho: a percepção dos alunos de Ciências Contábeis de uma Instituição Federal de Ensino Superior. 2014.

SHIMIZU, K. Prospect theory, behavioral theory, and the threat-rigidity thesis: Combinative effects on organizational decisions to divest formerly acquired units. Academy of Management Journal, 50(6), p1495-1514, 2007. https://doi.org/10.5465/amj.2007.28226158

SIEGEL, G.; Ramanauskas-Marconi, H. Behavioral Accounting. Cincinnati, Ohio: South-Western Publishing Co. 1989.

SILVA, R. F. M; LAGIOIA, U. C. T.; MACIEL, C. V.; RODRIGUES, R. N. Finanças Comportamentais: um estudo comparativo utilizando a Teoria dos Prospectos com os alunos de graduação do curso de ciências contábeis. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 11(33). 2009.

SILVEIRA, A. Roteiro básico para apresentação e editoração de teses, dissertações e monografias. 2ª ed. Blumenau: Edifurb. 2004.

SOARES, H. F. G.; SILVEIRA BARBEDO, C. H. Desempenho Acadêmico e a Teoria do Prospecto: Estudo Empírico sobre o Comportamento Decisório/Academic Performance and Prospect Theory: na Empirical Study of Decision Behavior. Revista de Administração Contemporânea, 17(1), p64, 2013. https://doi.org/10.1590/s1415-65552013000100005

SOUZA, A. A.; NOVELI, M.; BRUNALDI, K. R.; ENDRICI, J. O. M.; HEGETO JÚNIOR, C. Sistema de Suporte a Decisão para a Gestão do Conhecimento em Formação de Preços. Contabilidade Vista & Revista, 14(3), p87-98, 2009.

TONETTO, L.; KALIL, L.; MELO, W. V.; SCHNEIDER, D. G.; STEIN, L. M. O papel das heurísticas no julgamento e na tomada de decisão sob incerteza. Estudos de Psicologia, 23(2), p181-189, 2006. https://doi.org/10.1590/s0103-166x2006000200008

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas. 1987.

TVERSKY, A.; KAHNEMAN, D. Judgment under uncertainty: Heuristics and biases. Science, 185, p1124–1131, 1974. https://doi.org/10.1126/science.185.4157.1124

TVERSKY, A.; KAHNEMAN, D. The framing of decisions and the psychology of choice. Science, 211(4481), p453-458, 1981.

VARGAS, S. B.; BORINELLI, M. L. Práticas de controladoria adotadas por empresas sob regulação governamental. In: Congresso ANPCONT, de 4 a 7 de junho de 2016, Ribeirão Preto, São Paulo. 2016.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 2ª ed. São Paulo: Atlas. 1998.

VICTORAVICH, L. M. When do opportunity costs count? the impact of vagueness, project completion stage, and management accounting experience. Behavioral Research in Accounting, 22(1), p85-108, 2010. https://doi.org/10.2308/bria.2010.22.1.85




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8069.2018v15n37p85



Locations of visitors to this page      

Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, Brasil. ISSN (impresso)1807-1821 - ISSN (eletrônico) 2175-8069