Consideração gerais sobre ativos intangíveis

Autores

  • Darci Schnorrenberger UFSC - Florianópolis - SC

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Ativos intangíveis, Mensuração e contabilização, Intangible assets, Messurement and accounting procedures

Resumo

A importância dos ativos intangíveis vem aumentando rapidamente nas organizações, especialmente naquelas com alto valor agregado aos seus produtos ou serviços. Com isto, encontrar maneiras de indentificá-los e mensurá-los tornou-se questão de sobrevivência. Por outro lado, devido às suas características e peculiaridades, abriu-se um espaço perigoso para ação de agentes com interesses dúbios. Prova disto são os escândalos financeiros que fizeram com que diversos paradigmas tivessem que ser repensados sob o risco de caírem em descrédito total. Assim, se por um lado os AIs são repletos de peculiaridades e estão assumindo papéis centrais nas organizações, por outro, deve-se pensar em maneiras de melhor utilizá-los. Buscase, neste ensaio, lançar um olhar sobre as principais características diferenciadoras entre os ativos tangíveis e os intangíveis. Em seguida, apresenta-se as principais orientações legais e contábeis, nos cenários local e internacional, acerca dos tratamentos contábeis a serem dispensados aos ativos intangíveis. Por fim, tece-se algumas considerações sobre o assunto.

Biografia do Autor

Darci Schnorrenberger, UFSC - Florianópolis - SC

Possui graduação em Ciências Contábeis pela UFSC (1996), Especialização em Gestão Contábil pela UFSC (1997), Mestrado em Inovação e Avaliação Tecnológica pela UFSC(1999) e Doutorado em Gestão de Negócios pela UFSC (2005). Atualmente é professor Adjunto I da UFSC.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigos