Inserção em cadeias globais de valor: influência da governança externa sobre a indústria do mobiliário do estado de Santa Catarina

Fabiano Geremia, Renato Ramos Campos

Resumo


Este estudo analisa as relações das empresas do mobiliário de Santa Catarina que estão inseridas em arranjos produtivos locais com os compradores internacionais. O foco específico de análise é a identificação das possibilidades de upgrading tecnológico através da aprendizagem interativa com os compradores internacionais. A indústria do mobiliário de Santa Catarina é responsável por 50% das exportações nacionais de móveis e, nos principais mercados consumidores, EUA e Europa, a comercialização é realizada através de grandes distribuidores internacionais. Pretende-se investigar a possibilidade das empresas, em aglomerados produtivos, obterem vantagens competitivas sustentáveis nos mercados internacionais, parcialmente associadas às suas relações no âmbito das cadeias globais. Avalia-se, especificamente, os processos de aprendizagem tecnológica associados às relações que as empresas do mobiliário em Santa Catarina estabelecem com as cadeias globais. Com base no referencial Neo-Schumpeteriano, que aborda os processos de aprendizagem tecnológica, foi realizada pesquisa de campo usando questionário estruturado para a análise das características das capacitações tecnológicas das empresas catarinenses selecionadas, localizadas em aglomerações produtivas de Santa Catarina.

Palavras-chave


indústria de móveis; aprendizagem tecnológica; cadeias globais.

Texto completo:

PDF/A


Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >