Ocupações e renda das famílias domiciliadas em áreas rurais no estado de Santa Catarina no limiar do século XXI

Lauro Francisco Mattei

Resumo


Este trabalho apresenta e discute a evolução das ocupações e da renda das famílias que residem em áreas rurais no estado de Santa Catarina, tomandose como unidade de análise as famílias extensas, conforme definição constante da seção metodológica. O período de análise corresponde aos anos entre 2001 e 2005, sendo que as informações foram retabuladas a partir dos microdados das PNADs. Dentre os principais resultados obtidos, verificase que as famílias ocupadas exclusivamente em atividades agrícolas vêm reduzindo significativamente sua participação na PEA rural estadual. No entanto, constatou-se que esta queda, em parte, foi compensada pelo avanço das ocupações das famílias não-agrícolas e pelo crescimento das famílias pluriativas, fatos que associados causaram um impacto bastante positivo sobre a dinâmica do trabalho rural catarinense.

Palavras-chave


ocupação, renda, pluriatividade.

Texto completo:

PDF/A


Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >