O que acontece com o município vizinho interessa? Um estudo de econometria espacial aplicado a Santa Catarina (1998-2002)

Jean Max Tavares

Resumo


A idéia de que as transformações sociais e econômicas ocorridas em uma região podem interferir na região vizinha tem se consolidado na Economia. Para analisar essa afirmação em relação à Santa Catarina, este artigo verificou se as taxas de crescimento populacional e do PIB per capita em um município têm sido influenciadas por essas mesmas variáveis dos municípios vizinhos, no período 1998-2002, usando uma série do PIB per capita e outra da população, para seus 293 municípios. Pelos Índices de Moran, verificou-se não haver autocorrelação espacial em relação às taxas de crescimento do PIB per capita e de crescimento populacional dos municípios.


Palavras-chave


Autocorrelação espacial; Santa Catarina

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8085.2009v12n1p38

Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >