Avaliação dos mecanismos de aprendizagem tecnológica de empresas de pequeno porte no aranjo produtivo local vestuarista de Santa Catarina

Bruna Melo Santos, Silvio Antonio Ferraz Cario, Ricardo Lopes Fernandes

Resumo


O desenvolvimento de atividades inovativas constitui um requerimento fundamental para as empresas construírem melhores condições competitivas. Para tanto, empresas desenvolvem mecanismos de aprendizagem visando promover mudanças técnicas relevantes em produtos, processos e gestão. Considerando este referencial, o presente estudo avalia os processos de aprendizagem tecnológica nas micro e pequenas empresas do arranjo produtivo vestuarista em Brusque, Santa Catarina. Com tal propósito, foram entrevistadas 46 empresas de pequeno porte, cujas informações permitiram constatar a existência rotineira de processos inovativos. Estes ocorrem, sobretudo, a partir dos mecanismos de aprendizagem que se processam na produção através dos trabalhadores (learning by doing), com fornecedores (learning by  interacting) e clientes (learning by using). Como resultado, os esforços inovativos têm possibilitado às empresas acompanharem as mudanças no padrão tecnológico, postas em termos de moda, design e estilo dos produtos no mercado.


Palavras-chave


Aprendizagem tecnológica; Arranjo produtivo vestuarista

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8085.2009v12n2p29

Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >