Notas sobre tecnologia e território no Brasil.

Ivo Marcos Theis

Resumo


Com este artigo se pretende examinar, brevemente, a complexa relação entre desenvolvimento científico e tecnológico, desenvolvimento econômico e desenvolvimento social – e sua expressão territorial. Tomase o caso brasileiro do período recente como referência. A hipótese é de que existe uma dissociação entre as políticas de ciência e tecnologia, de um lado, e as políticas orientadas para a promoção do bem-estar social, de outro. Portanto, presume-se que não venham sendo questionados nem as necessidades (sociais) informadas ao sistema de produção (econômico), nem os recursos (de ciência e tecnologia) que o sistema deveria empregar para atender àquelas necessidades, nem mesmo a distribuição geográfica dessas necessidades. O artigo está dividido em cinco seções: a primeira contextualiza o problema abordado; em seguida vem uma seção em que é examinada a dinâmica do capitalismo periférico brasileiro; a terceira mostra como se relacionam exclusão social e disparidades inter-regionais no Brasil; depois, analisa-se a possível influência da ciência e tecnologia no aprofundamento da heterogeneidade no território; por fim, na última seção, discutem-se os desafios que se apresentam para superar o desenvolvimento territorial excludente.

Palavras-chave


Brasil; Ciência e tecnologia; Desenvolvimento científico e tecnológico; Desenvolvimento social; Disparidades inter-regionais; Território

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8085.2010v13n1p11

Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >