Uma análise entre a energia, renda e emissões de CO2: evidências para o Brasil, 1962-2007

Thiago Costa Soares, João Eustáquio de Lima

Resumo


Devido ao aumento da temperatura do planeta ocasionado principalmente pela emissão de gases causadores do efeito estufa, a preocupação com as fontes de energias (renováveis e não renováveis) tem sido crescente em todo mundo. Por isso, o objetivo geral deste estudo foi analisar a relação entre a produção de energia, a renda e as emissões de dióxido de carbono (CO2) para o Brasil, no período de 1962 a 2007. A abordagem dinâmica entre as variáveis supracitadas foi estimada através do Modelo Autorregressivo Vetorial (VAR) Reparametrizado (Vetor de Correção de Erros – VECM). Os principais resultados revelam que, no curto prazo, choques na produção de energia elétrica afetam positivamente o PIB e não reduzem as emissões de CO2. A decomposição da variância revela que a produção do setor elétrico brasileiro, depois de uma década, representa significativa parcela da variação da renda e do nível de emissões. Como conclusão, pode-se afirmar que, mesmo possuindo uma matriz energética relativamente limpa, não há indícios de que o Brasil esteja reduzindo, de fato, as emissões de CO2.


Palavras-chave


Energia; Renda; Emissões de poluentes

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8085.2013v16n1p11

Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >