O problema da multiplicidade política para o materialismo histórico: as análises dos sistemas-mundo e o desenvolvimento desigual e combinado

Autores

  • Felipe Antunes de Oliveira Universidade de Sussex, Instituo Rio Branco, Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8085.2014v17n2p107

Palavras-chave:

Desenvolvimento Desigual e Combinado, Revolução Permanente, Sistemas-mundo, Economia-mundo, Materialismo Histórico, Etapismo, León Trotsky, Immanuel Wallerstein

Resumo

As análises dos sistemas-mundo e a teoria do desenvolvimento desigual e combinado representam duas das mais interessantes e inovadoras perspectivas teóricas para o estudo da economia política internacional baseadas no programa de pesquisa materialista histórico. Nos textos basilares de ambas as perspectivas, Trotsky e Wallerstein se defrontaram com o mesmo problema: como superar visões etapistas do desenvolvimento, derivadas do "marxismo vulgar", que previa a impossibilidade do surgimento de revoluções socialistas em países cujo nível de desenvolvimento fosse atrasado em relação aos Estados capitalistas centrais. Por caminhos diferentes, Trotsky e Wallerstein rompem com essa visão.  Trotsky sugere o caráter desigual e combinado dos modos de produção em países atrasados; Wallerstein propõe uma perspectiva holística, em que os modos de produção aparecessem com referência à economia-mundo. Em ambos os casos, é possível identificar o problema subjacente causado pelo fato da multiplicidade política, pois o capitalismo efetivamente não se espalhou de modo igual por diferentes Estados. No presente artigo, argumenta-se que, apesar substanciais diferenças que apresentam entre si, as contribuições de Trotsky e Wallerstein podem ser vistas como complementares, ampliando o poder explicativo do materialismo histórico.

Biografia do Autor

Felipe Antunes de Oliveira, Universidade de Sussex, Instituo Rio Branco, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorando em Relações Internacionais - Universidade de Sussex, Mestre em Diplomacia - Instituto Rio Branco, Bacharel em História - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Edição

Seção

Artigos