Ciclos político-orçamentários nos municípios de Santa Catarina

Jonatan Lautenschlage

Resumo


Este trabalho examina a existência de ciclos político-orçamentários ao nível dos municípios do Estado brasileiro de Santa Catarina. Foram utilizados dados anuais de 292 municípios catarinenses entre 2003 e 2014, para que fossem realizados diversos testes empíricos. Encontrou-se indícios da existência de manipulações nos investimento, nas receitastributárias e nas operações de crédito em períodos eleitorais.Os resultados sugerem no ano subsequente às eleições municipais, há uma redução das despesas totais, dos investimentos, dos tributos arrecadados e há uma melhora no saldo fiscal. Evidenciou-se, também, que o gênero, a formação superior e o alinhamento político ao governador de estado, têm influência na condução da política fiscal ao nível dos municípios catarinenses, assim como o nível do produto, a sua variação e as características demográficas.

Palavras-chave


Ciclos político-orçamentários; Eleições; Governos locais; Brasil

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8085.2018v21n1p1

Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >