Relações cidade-porto em Paranaguá (PR): uma abordagem exploratória

Lucas Chaves Miquilini, Hoyêdo Nunes Lins

Resumo


Com alguma presença na literatura sobre a dimensão espacial do desenvolvimento, a problemática das relações cidade-porto ganhou ainda mais interesse no marco da globalização. Esta evoca, entre outros aspectos, pulverização internacional da produção industrial e consequente intensificação dos fluxos comerciais nessa escala, mobilizando e exigindo adaptações nas estruturas portuárias, de uma maneira geral. Como portos não operam em vácuo de interações nos territórios, e frequentemente “dialogam” com tecidos urbanos adjacentes ou aos quais se mostram fortemente ligados, a dinâmica da globalização recoloca com vigor o assunto das relações cidade-porto. O presente estudo se ocupa dessa questão lançando uma olhar exploratório sobre o Município de Paranaguá (PR) e suas instalações portuárias, procurando observar as trajetórias paralelas – a rigor, uma única – da cidade e do porto.


Palavras-chave


Relações cidade-porto; Desenvolvimento com dimensão espacial; Paranaguá

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAHÃO, C. M. de S. Porto de Paranaguá: transformações espaciais decorrentes do processo de transformação capitalista e integração territorial entre os anos 1970 e 2010. 2011. 295 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

APPA - Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. Porto em números: 2011-2015. Paranaguá: APPA, 2016. Disponível em: http://www.portosdoparana.pr.gov.br/arquivos/File/portoemnumeros.pdf Acesso em: Acesso em: 28 out. 2018.

APPA – Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. Caderno de resultados: relatório de gestão da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA) – 2011-2017. Paranaguá: APPA, 2018. Disponível em: http://www.portosdoparana.pr.gov.br/arquivos/File/Caderno_resultados_APPA_2018__1.pdf Acesso em: 30 out. 2018.

BAUDOUIN, T. A cidade portuária na mundialização. In: COCCO, G; SILVA, G. (Orgs.). Cidades e portos: os espaços da globalização. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 1999, p. 27-38.

BRASIL. Lei Nº 8.630, de 25 de fevereiro de 1993. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8630.htm. Acesso em: 22 dez. 2018.

BRASIL. Decreto Nº 8.033, de 27 de junho de 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/decreto/d8033.htm Acesso em: 22 dez. 2018.

BRASIL. Decreto Nº 9.048, de 10 de maio de 2017. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2017/decreto-9048-10-maio-2017-784688-publicacaooriginal-152510-pe.html Acesso em: 22 dez. 2018.

BRASIL. Ministério dos Transportes, Portos e Aviação. Plano Mestre do Complexo Portuário de Paranaguá e Antonina. Brasília, D.F.: MTPA, UFSC, LABTRANS, 2016.

CANCIAN, N. A. A conjuntura econômica da madeira no norte do Paraná. 1974. 470 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1974.

COCCO, G.; SILVA, G. (Orgs.) Cidades e portos: os espaços da globalização. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 1999.

CORRÊA, R. L. Região e organização espacial. São Paulo: Ática, 1991

GEREFFI, G; KORZENIEWICZ, M. (eds.). Commodity chains and global capitalism. Westport: Praeger, 1994.

HOYLE, b. The port-city interface: trends, problems, and examples. Geoforum, v. 20, n. 4, p. 424-435, 1989.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico: 1970, 1980, 1991, 2000 e 2010. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/ Acesso em: 20 dez. 2018.

LABTRANS. Plano Mestre do Complexo Portuário de Paranaguá. Florianópolis: LabTrans, 2016. Disponível em: www.portosdobrasil.gov.br/assuntos-1/pnpl/planos-mestres-versao-preliminar Acesso em: 25 out. 2018.

LABTRANS. Plano Mestre do Complexo Portuário de Paranaguá. Florianópolis: LabTrans, 2018. Disponível em: https://www.portosdobrasil.gov.br/assuntos-1/pnpl/planos-mestres Acesso em: 27 out. 2018.

LAVALLE, A. M. A madeira na economia paranaense. 1974. 149 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1974.

LLOVERA, J. A. Por um desenvolvimento sustentável da cidade portuária. In: COCCO, G; SILVA, G. (Orgs.) Cidades e portos: os espaços da globalização. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 1999, p. 209-216.

MACHADO, Edson de Morais. A formação e a trajetória do maior porto agroexportador do Brasil – Paranaguá. Revista de Ciências Humanas, v. 46, n. 1, p. 233-252, 2012.

MAGALHÃES, J. C. de. Estudo geográfico dos portos e de suas hinterlândias. Revista Brasileira de Geografia, v. 31, n. 1, p. 40-65, 1969.

MAPA do litoral do Paraná. S.d. Disponível em: http://www.guiageo-parana.com/mapas/litoral-turistico.htm Acesso em: 15 jan. 2019.

MIGLIORINI, S. M. dos S. Indústria paranaense: formação, transformação econômico a partir da década de 1960 e distribuição espacial da indústria no início do século XXI. Geografar, v.1, n.1, p. 62-80, 2006.

MONIÉ, F.; VASCONCELOS, F. N. Evolução das relações entre cidades e portos: entre lógicas homogeneizantes e dinâmicas de diferenciação. Confins, n. 15, p. 1-18, 2012. Disponível em: http://confins.revues.org/7685 Acesso em: 19 dez. 2018.

MONIÉ F; VIDAL S. M. do S. C. Cidades, portos e cidades portuárias na era da integração produtiva. Revista de Administração Pública, v.40, n.6, p.975-995, 2006.

MONIÉ, F. (2011): Globalização, modernização do sistema portuário e relações cidade/porto no Brasil In: SILVEIRA, M. R. (Org.). Geografia dos transportes, circulação e logística no Brasil. São Paulo: Outras Expressões, 2011, p. 299-330.

MORGENSTERN, A. Porto de Paranaguá - contribuição à história: período 1648/1935. Paraguaná: Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina - APPA, 1985.

NOTTEBOOM, T.; RODRIGUE, J-P. Port regionalization: towards a new phase in port development. Maritime Policy and Management, v. 32, n. 3, p. 297-313, 2005.

OLIVEIRA, R. C. de. O silêncio das genealogias: classe dominante e estado no Paraná (1853-1930). 2000. 484 f. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

PARANAGUÁ. S.d.. Wikipedia. Disponível em: Wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Paranagu%C3%A1#/media/File:Parana_Municip_Paranagua.svg Acesso em: 15 jan. 2019.

PDZPO PORTO DE PARANAGUÁ 2012 – Plano de Desenvolvimento do Porto de Paranaguá. V. 1. Florianópolis: APPA, FEESC, LabTrans, 2012.

PPDI PARANAGUÁ – Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado de Paranaguá. V. I. Paranaguá: Prefeitura Municipal de Paranaguá, Universidade Federal do Paraná, Fundação da Universidade Federal do Paraná, 2007. Disponível em: http://www.paranagua.pr.gov.br/plano_diretor/+%20PLANO%20DIRETOR/PDF/PDDI%20-%20Volume%20I-%20An%C3%A1lise%20e%20Diagn%C3%B3stico.pdf Acesso em: 22 dez. 2018.

RIBEIRO, L.; SIQUEIRA, M. Portos e Cidades: expansão e modernização dos portos de Vitória (Séc. XX-XXI). Dimensões, v. 28, p. 385-412, 2012.

SOUSA, J. F. de. O Porto do Funchal no contexto do sistema portuário insular regional: as infraestruturas, os tráfegos e as funções portuárias. 2004. 543 f. Tese (Doutorado em Geografia e Planejamento Regional) – Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2004.

WESTPHALEN, C. M. Porto de Paranaguá, um sedutor. Curitiba: Secretaria de Estado da Cultura, 1998.

ZEFERINO, M. de B. O sistema portuário do sul do Brasil e sua hinterlândia produtiva. 2016. 320 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8085.2019.e61087

Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >