El comportamiento de la economia mexicana, 2000-2005

José C. Valenzuela Feijóo

Resumo


O artigo examina a evolução da economia mexicana durante o governo de Vicente Fox. Destaca-se que a distribuição da renda se tornou mais regressiva e que o crescimento foi mínimo. O autor sublinha o alto grau de exploração (taxa de mais-valia de 6.0) e mostra que a maior parte do excedente não é acumulado para fins produtivo e sim usado improdutivamente. Também menciona a distorção que sofre a composição do PIB (por exemplo, o PIB das finanças cresce 18%, enquanto o do setor metal-mecânico cai 8%), como também a dependência e a falta de estabilidade que provoca a abertura neoliberal. Em suma, os resultados do neoliberalismo no México seriam: alta exploração, grande desperdício, acumulação mínima e um virtual estancamento.

Palavras-chave


Economia Mexicana; Neoliberalismo

Texto completo:

PDF/A


Creative Commons License
Revista Textos de Economia. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN: 2175-8085 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional
> > > > >