Diretrizes curriculares para a Sociologia no Ensino Médio

Autores

  • Ana Carolina Bordini Brabo Caridá Instituto Federal Santa Catarina - Campus Chapecó

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-3532.2016n15p55

Palavras-chave:

Sociologia do Trabalho, Ensino de Sociologia

Resumo

Esse artigo trata dos modelos de currículo no Brasil ao longo dos séculos XX e XXI, fazendo uma correlação com a presença ou não da sociologia no ambiente escolar e discute os fundamentos político-pedagógicos destes documentos oficiais. O trabalho traz reflexão sobre o currículo de sociologia no ensino médio, fazendo uma crítica à pedagogia das competências com base nos pressupostos da pedagogia histórico-crítica. Em suas considerações finais, o artigo estabelece relação entre as proposições neoliberais para as políticas educacionais e o cotidiano do professor.

 

 

Biografia do Autor

Ana Carolina Bordini Brabo Caridá, Instituto Federal Santa Catarina - Campus Chapecó

Professora do Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Chapecó. Mestra em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina, bacharela e licenciada em ciências sociais pela mesma instituição de ensino.

Downloads

Publicado

2017-03-13

Edição

Seção

Artigos