E. P. Thompson e a tradição romântica inglesa

Autores

  • Luiz Alberto Souza Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-3532.2017n17p4

Palavras-chave:

E. P. Thompson, Historiadores marxistas britânicos, Romantismo, Cultura, William Morris

Resumo

Este trabalho analisa a importância do romantismo na obra do historiador inglês Edward Palmer Thompson. Para tanto, busca definir a visão romântica desde a perspectiva da análise crítica marxista. Na seqüência, aborda a centralidade da tradição romântica inglesa para o projeto intelectual do chamado grupo dos historiadores marxistas britânicos. Finalmente, partindo de uma leitura do “Pós-escrito” à segunda edição de William Morris, realiza uma interpretação do sentido geral do romantismo enquanto elemento constituinte do pensamento e da perspectiva política de Thompson.

Biografia do Autor

Luiz Alberto Souza, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisador do Núcleo de Estudos História, Literatura e Sociedade (NEHLIS-UFSC).

Downloads

Publicado

2018-10-11

Edição

Seção

Dossiê