Linguagem e ensino de sociologia: reflexões sobre a apropriação da linguagem sociológica

Autores

  • Erika Kulessa de Souza Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5007/1806-5023.2016v13n1p141

Palavras-chave:

Ensino de Sociologia, Linguagem sociológica, Ensino Médio

Resumo

Neste artigo proponho uma reflexão sobre o aprendizado da Sociologia no Ensino Médio, tendo a linguagem questão central. Considero alguns aspectos da dimensão linguística do ensino e procuro caracterizar a linguagem sociológica e suas relações com o desenvolvimento do olhar sociológico. Recorro às contribuições de Wittgenstein e Vigotski sobre as relações entre pensamento, linguagem e conhecimento, pois apesar de apresentarem concepções de linguagem distintas, e em alguma medida conflitantes, é possível aproximar as implicações que essas duas perspectivas têm para compreender o processo de apropriação da linguagem sociológica.

 

Biografia do Autor

Erika Kulessa de Souza, Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo

Bacharel e Licenciada em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo

Mestranda do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo

Bolsista CAPES

Downloads

Publicado

2016-07-09

Edição

Seção

Artigos