Evas ou Marias? As mulheres na literatura de cordel: preconceitos e estereótipos

Autores

  • Maria Ângela de Faria Grillo Universidade Federal Rural de Pernambuco

Palavras-chave:

Literatura de cordel, Preconceito, Discriminação, Imaginário, Representação, Brasil Nordeste

Resumo

Este artigo tem como objetivo estabelecer as diversas maneiras como as mulheres aparecem no imaginário dos poetas de cordel nordestinos na primeira metade do século XX, e qual o papel que elas representavam para a sociedade da época. Percebe-se, nos folhetos, a recriação de imagens anti-heroínas, de mulheres malcriadas e falsas, como também de mulheres puras de boa conduta, identificadas como Eva ou Virgem Maria, respectivamente. Nesse sentido, fica evidenciada a presença de uma cultura misógina que permeia as representações femininas em distintas linguagens nos diversos segmentos sociais.

Biografia do Autor

Maria Ângela de Faria Grillo, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Professora do Departamento de História da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Downloads

Publicado

2007-06-29

Edição

Seção

Dossiê