Representações de cultura e costume: O rural, o urbano e o faxinal

Autores

  • Ancelmo Schörner UNICENTRO/PR
  • José Adilçon Campigoto UNICENTRO/PR

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2009v16n21p181

Palavras-chave:

Representação, Costume, Cultura, Faxinal.

Resumo

Este artigo é parte de um estudo sobre as representações de cultura e de costume abstraídas de escritos referentes às relações entre: o campo e a cidade, o clima e o comportamento, o ambiente e o caráter, a história e o desenvolvimento regional. Os textos que serviram como fontes, todos posteriores à década de 1950, versam sobre o estado do Paraná, principalmente, a região Centro Sul, área de abrangência do sistema de faxinais. A cultura é representada como produto do espaço urbano enquanto o costume é o que se reproduz no ambiente rural.

Biografia do Autor

Ancelmo Schörner, UNICENTRO/PR

Possui doutorado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006); Mestrado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997); Especialização pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1994); Graduação em História pela Universidade da Região de Joinville (1990). Tem experiência em História Moderna e Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: Migração, Memória, Movimento Sindical Operário, Marginalização, Exclusão Social, Cidade e Meio Ambiente, Linguagem no Trabalho Científico e Metódos e Técnicas das Pesquisa; Educação do Trabalhador; História das Relações Trabalhistas e Sociais. Membro da ANPUH - Associação Nacional de História (Núcleo de Santa Catarina); Membro da ARIC - Association Internationale pour la Recherche Interculturelle; Membro da ABHO - Associação Brasileira de História Oral. Atualmente é professor do Departamento de História da Universidade Estadual Centro-Oeste do Paraná/UNICENTRO, campus de Irati, onde atua na Graduação e Pós-graduação.

Downloads

Publicado

2010-01-18

Edição

Seção

Artigo