Casa de escravo na paisagem mineira: textos e imagens

Autores

  • Juliana Prestes Ribeiro de Faria Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA) UFMG
  • Marco Antônio Penido Rezende UFMG - Escola de Arquitetura

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2011v18n26p233

Palavras-chave:

Paisagem mineira, Literatura de viagem, Iconografia, Moradia escrava

Resumo

Neste artigo trataremos da arquitetura africana produzida pelos escravos em Minas Gerais. Este tema será abordado na perspectiva da presença das moradias escravas na composição da paisagem mineira, através dos relatos de viagem que descrevem a vista destas habitações nas fazendas, nos arredores de povoados, arraiais e vilas, assim como nos assentamentos de empresas mineradoras, e da mesma forma nas pinturas dos artistas-viajantes que visitaram estas regiões. Estes aspectos se completam e demonstram o rico espectro que envolve a gênese e formação da arquitetura popular mineira e as contribuições africanas inerentes a este desenvolvimento.

Biografia do Autor

Juliana Prestes Ribeiro de Faria, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA) UFMG

Mestre em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável pela Escola de Arquitetura da UFMG. Analista de gestão, proteção e restauro do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Professora do curso de especialização Lato Sensu da UESMIG. Autora de artigos na área de história das técnicas, arquitetura de terra, patrimônio histórico e restauração de bens imóveis.

Marco Antônio Penido Rezende, UFMG - Escola de Arquitetura

Pós-Doutorado Programa Preservação Histórica, Universidade de Oregon, EUA (2010). Doutor em Construção Civil (Politécnica/USP 2003). Mestre em Arquitetura e Urbanismo (UFMG, 1998). Professor Adjunto Escola de Arquitetura da UFMG. Membro da Comissão Editorial das Revistas Fórum Patrimônio e Topos. Professor, e um dos criadores, do Curso de Especialização em Sistemas Tecnológicos e Sustentabilidade aplicada ao Ambiente Construído, no curso de Especialização em Revitalização Urbana e Arquitetônica e no Mestrado em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável. Pesquisas, atividades de ensino, extensão e publicações nas áreas de: técnicas retrospectivas, história das técnicas construtivas, arquitetura de terra, sustentabilidade, conservação e patologia das construções, restauração arquitetônica.

Downloads

Publicado

2011-12-02