Apontamentos iniciais para a semiótica de um gênero: o filme musical

Autores

  • Ciro Flamarion Cardoso Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2012v19n27p32

Palavras-chave:

Gênero cinematográfico, Filme musical, Semiótica, Subtextos, Yuri Lotman

Resumo

Este artigo aplica indicações de Yuri Lotman sobre a incidência semiótica de um texto dentro do texto a um gênero específico marcado por tal fenômeno, o filme musical. Para esclarecer a incidência indicada, analisam-se três filmes musicais: South Pacific (Josha Logan, 1958), West Side story (Robert Wise e Jerome Robbins, 1961) e My fair lady (George Cukor, 1964). A intenção da análise é mostrar as modalidades diferentes em que se cumprem as hipóteses derivadas de Lotman, no relativo às formas de integrar ou, pelo contrário, de separar taxativamentre os subtextos representados e os subtextos cantados e/ou dançados.

Biografia do Autor

Ciro Flamarion Cardoso, Universidade Federal Fluminense

Professor Titular de História Antiga e Medieval da Universidade Federal Fluminense – UFF, onde atua no Curso de Graduação em História e no Programa de Pós-Graduação em História.

Downloads

Publicado

2012-06-09