Experiências de saneamento na cidade de Buenos Aires: dos projetos de Pellegrini a conclusão do projeto Bateman (1829-1905)

Autores

  • Fabiano Quadros Rückert UNISINOS

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2013v20n29p68

Palavras-chave:

História, Saneamento, Buenos Aires

Resumo

O objetivo do artigo consiste em reconstituir a história do saneamento da cidade de Buenos Aires no período entre 1829 e 1905. Dentro deste marco cronológico, o texto pretende abordar ações políticas especificamente direcionadas para o abastecimento de água e para a construção de uma rede de esgoto na cidade. O enfoque proposto implica no estudo das diferentes formas de envolvimento do Poder Público e do capital privado na implantação de projetos, obras e serviços de saneamento para Buenos Aires. O conteúdo do artigo está dividido em duas partes que representam importantes mudanças ocorridas na condução das políticas de saneamento da cidade: a primeira parte contempla o período de 1829 a 1880, quando surgem os projetos de captação de água elaborados por Carlos Enrique Pellegrini, tendo a municipalidade e o governo provincial como os principais agentes políticos do saneamento de Buenos Aires; a segunda destaca o contexto da federalização da cidade, quando as obras são assumidas pelo governo federal e o embate entre o capital privado e o poder público torna-se mais intenso, ela estende-se de 1880 a 1905, ano de conclusão das obras de saneamento projetadas pelo engenheiro John Fredrick La Trobe Bateman.

Biografia do Autor

Fabiano Quadros Rückert, UNISINOS

Aluno do PPGH da UNISINOS

Área de História Latino Americana

Downloads

Publicado

2013-03-24

Edição

Seção

Artigo