Em guarda! O espectro do comunismo ronda a caserna: a construção militar da imagem obscena do comunismo no Estado Novo

Autores

  • Ronaldo Queiroz Morais Docente Convidado da Pós-Graduação da Faculdade Porto-Alegrense (FAPA) e do Quadro permanente do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA).

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2013v20n29p9

Palavras-chave:

Exército, Anticomunismo, Coesão Militar

Resumo

A proposição desse artigo é a de historiar a construção militar da imagem obscena do comunismo como monumento de poder; em contexto social e político de medo e ojeriza às ideias de esquerda, por parte das elites conservadoras, e de consolidação do Exército brasileiro como instituição moderna. Sendo assim, os documentos que revelam o anticomunismo militar não se apresentam apenas como reflexo da mistificação e do medo da esquerda política, mas – sobretudo – são representativos da construção de práticas normativas de estruturação da própria identidade do corpo militar e do Exército. Portanto, a transformação do corpo comunista em monstro, não é mera banalização política da alteridade, na medida em que o processo de monstrualização da esquerda política teve uma relação importante com a emergência da instituição militar como ator político e internamente favoreceu uma coesão sem precedentes na caserna.

Biografia do Autor

Ronaldo Queiroz Morais, Docente Convidado da Pós-Graduação da Faculdade Porto-Alegrense (FAPA) e do Quadro permanente do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA).

Possui Graduação e Bacharelado em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Mestrado em Integração Latino - Americana pela Universidade Federal de Santa Maria e Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo. Docente de Ensino Superior e Médio. Leciona – como Professor Convidado - na Pós-Graduação da Faculdade Porto-Alegrense (FAPA) e no quadro permanente do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA). Tem experiência na área de História, Filosofia, Antropologia, Sociologia, Economia Política e Teoria/Metodologia da Pesquisa, com ênfase em Práticas de Ensino e História do Brasil Republicano, atuando principalmente nos seguintes temas de pesquisa: Educação, Mídia e Poder; Nova História Política e Militar, Instituições Militares e Normalização, Esquerda Militar; Modernidade e Violência, Anticomunismo e a Monstrualização da Esquerda Política; Cultura e Contemporaneidade.

Downloads

Publicado

2013-03-24

Edição

Seção

Artigo