Enchentes inesperadas? vulnerabilidades e políticas públicas em Rio do Sul - SC, Brasil

Marcos Aurélio Espíndola, Eunice Sueli Nodari

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7976.2013v20n30p9

O principal objetivo do artigo é analisar as principais enchentes ocorridas no município de Rio do Sul, situado no Vale do Rio Itajaí-Açu, no Estado de Santa Catarina, Brasil. O processo de ocupação populacional da região pode ser considerado como um dos grandes responsáveis pela recorrência das inundações urbanas. Serão discutidas as enchentes mais significativas que afetaram a população causando danos reversíveis e irreversíveis, de cunho material, simbólico e mesmo emocional. As decisões tomadas como políticas públicas com o intuito de conter/minimizar novas ocorrências também mereceram uma análise. E por fim, através desta revisão pretendeu-se preencher as lacunas deixadas pelas pesquisas que tratam dos desastres na região do Vale do Itajaí-Açu, que, em sua maioria se dedicam as cidades do Médio e Baixo Vale.


Palavras-chave


Rio do Sul; Enchentes; Desastres ambientais; Políticas Públicas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7976.2013v20n30p9

Revista Esboços - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil