Referenciais teórico-metodológicos nas pesquisas em História da Educação: para uma história das relações entre sensibilidades, tempo livre e formação

Autores

  • Marcus Aurelio Taborda de Oliveira Faculdade de Educação/UFMG
  • Luisa Cecilia Belotti Oscar UFMG

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2014v21n31p171

Palavras-chave:

Sentidos e sensibilidades, Imprensa periódica, História da educação social, Acervos e fontes históricas

Resumo

Este escrito apresenta algumas das premissas do projeto A educação dos sentidos na história: o tempo livre como possibilidade de formação (entre os anos finais do séc. XIX e os anos iniciais do séc. XXI). Seu intento básico é compartilhar nosso percurso para a criação de condições para a construção de uma história da educação dos sentidos e das sensibilidades em Minas Gerais no período compreendido entre os anos finais do século XIX e as primeiras décadas do século XXI, ainda que seu escopo vá além das fronteiras deste estado. Desenvolvido a partir de diferentes projetos de mestrado, doutorado e pós-doutorado, e baseado no trabalho empírico das alunas de Iniciação Científica Luísa Cecília Belotti Oscar, Caroline Maria Ferreira Drummond e Maria Daniela Donoso, o texto foca no subprojeto que tem como objetivo principal o mapeamento, a identificação e a catalogação de fontes relacionadas ao tema central, bem como o desenvolvimento de monografias que permitam compreender a relação entre tempo livre, formação e o desenvolvimento de sensibilidades entre as décadas finais do século XIX e as iniciais do XX. Entre vários arquivos mobilizados aqui, damos destaque ao Arquivo Público Mineiro, à Hemeroteca e ao Setor de Obras Raras da Biblioteca Pública Luiz de Bessa e à Biblioteca da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, todos em Belo Horizonte, nos quais é de grande relevância a presença da imprensa periódica como possibilidade empírica.

Biografia do Autor

Marcus Aurelio Taborda de Oliveira, Faculdade de Educação/UFMG

Professor da FAE/UFMG. Atua no Programa de Pós-Graduação em Educação e Inlusão Social e no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer. Coordena do GEPHE - Centro de Estudos e Pesquisas em História da Educação e o NUPES - Núcleo de Pesquisas sobre a Educação dos Sentidos e das Sensibilidades. Pesquisador do CNPq e da FAPEMIG.

Luisa Cecilia Belotti Oscar, UFMG

Licencianda em Educação Física pela UFMG. Aluna do PIBIC com bolsa do CNPq.

Downloads

Publicado

2014-06-30