A centralidade do pensamento de William Appleman Williams no debate historiográfico sobre a Guerra Fria

Flavio Combat

Resumo


William Appleman Williams foi o primeiro historiador norte-americano a defender, no intenso debate historiográfico pela redefinição de uma memória sobre a Guerra Fria, uma interpretação distinta daquela sustentada pelos autores ortodoxos sobre a origem e as consequências desse conflito. Williams não apenas desafiou as teses da ortodoxia, mas também propôs uma interpretação singular da sociedade norte-americana e de seus interesses representados na política externa conduzida pelos EUA desde o final do século XIX. O objetivo central do artigo é analisar, da perspectiva historiográfica, as teses desenvolvidas por Williams, sobretudo no livro “The Tragedy of American Diplomacy” (1959), obra central que sintetizou as suas conclusões sobre a origem do expansionismo norte-americano e sobre a sua centralidade na definição da política externa conduzida pelos EUA a partir do fnal do século XIX. A análise retoma a tese da fronteira (“frontier thesis”), que, na interpretação de Williams, é o fundamento da política externa primordialmente expansionista conduzida pelos Estados Unidos no período em observação. Nesse sentido, são analisadas importantes iniciativas de política externa tomadas pelos Estados Unidos entre o começo do século XX e o final da Segunda Guerra Mundial, sustentando a estreita relação entre a “política de portas abertas” (“open doors policy”) e o objetivo primordial de tornar o mundo seguro e aberto para os interesses norte-americanos. Por fim, o texto analisa a tese de Williams de que a “tragédia” da diplomacia norte-americana no século XX decorreu precisamente da introjeção da “tese da fronteira” na política externa dos Estados Unidos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7976.2016v23n36p429

Direitos autorais 2019 Flavio Combat

Esboços: histórias em contextos globais - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil