Religião, política e memória: estudo da teologia da libertação no protestantismo histórico em Londrina-PR na época da Ditadura Militar (1964-1985)

Autores

  • Fabio Lanza UEL
  • Luiz Ernesto Guimarães UEL

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2017v24n37p149

Palavras-chave:

Religião e política, teologia da libertação, ditadura militar (1964-1985), protestantismo histórico, Londrina

Resumo

O presente artigo analisa a presença da Teologia da Libertação entre setores do protestantismo histórico em Londrina-PR no período da ditadura militar, ocorrida no Brasil entre 1964 a 1985. Por ser um movimento religioso que estabeleceu críticas ao sistema capitalista e seu processo de formação histórica na América Latina, foi preponderante em setores da Igreja Católica nesse continente, mas não se ateve apenas ao catolicismo, alcançando também segmentos do protestantismo histórico; nesse caso, a pesquisa foi realizada com religiosos pertencentes às igrejas Anglicana e Presbiteriana Independente de Londrina PR. Por meio da análise dos discursos de líderes protestantes que viveram em Londrina nesse período, a pesquisa abordou o sentido produzido por um movimento religioso de esquerda diante da forte vigilância política imposta pelos militares naquele momento da história brasileira. 

Biografia do Autor

Fabio Lanza, UEL

Professor adjunto do Departamento de Ciências Sociais da Universidade
Estadual de Londrina

Luiz Ernesto Guimarães, UEL

Professor de Sociologia da Secretaria Estadual de Educação do Paraná

Referências

ABRAMOVAY, Ricardo In: BASTOS, E. R. Et al. Conversas com sociólogos brasileiros. São Paulo: Editora 34, 2006.

ALVES, Rubem. Por uma teologia da libertação. São Paulo: Fonte Editorial, 2012.

ARAÚJO, Gérson Moraes. Entrevista realizada em: 13 abr. 2011.

BEOZZO, Pe. José Oscar. História da Igreja no Brasil in: ARNS, Cardeal Paulo Evaristo. O que é Igreja. SP: Brasiliense, 1981).

CAVALCANTI, Robinson. Cristianismo e política. 2 ed. Niterói: Vinde, 1988.

FATARELI, Uéslei. A influência da Teologia da Libertação em composições musicais protestantes brasileiras. Cadernos CERU, v. 19, n. 2, 2008.

LIMA, Éber Ferreira Silveira. Apóstolo “pé vermelho”: Jonas Dias Martins e a evangelização do norte do Paraná. São Paulo: Pendão Real, 2002.

LÖWY, Michael. A guerra dos deuses: religião e política na América Latina. Petrópolis: Vozes, 2000.

MENDONÇA, Antonio Gouvêa. Protestantismo brasileiro, uma breve interpretação histórica”. In: SOUZA, B. M. de; MARTINO, L. M. Sá (Orgs.). Sociologia da religião e mudança social: católicos, protestantes e novos movimentos religiosos no Brasil. São Paulo: Paulus, 2004.

MONDIN, Battista. Os teólogos da libertação. São Paulo: Paulinas, 1980.

PADILLA, C. René. O que é missão integral? Viçosa: Ultimato, 2009; ESCOBAR, Samuel. En busca de Cristo em América Latina. Kairos: Buenos Aires, 2012; RAMOS, Ariovaldo. A ação da igreja na cidade. São Paulo: Hagnos, 2009.

SADER, Eder. Quando novos personagens entram em cena. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

SANTOS, Almir dos. Entrevista realizada em: 16 fev. 2012.

SILVA, Fernando Candido da. Uma aliança abominável e per/vertida?: anotações subalternas sobre o arquivo deuteronômico. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) – Faculdade de Humanidades e Direito, Programa de Pós Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2011.

TEIXEIRA, Luiz Caetano Grecco. Entrevista realizada em: 07 fev. 2012.

Downloads

Publicado

2017-10-16