Do Estado empreendedor ao mito da não-intervenção: A inovação como instituição nos Estados Unidos

Hermes Moreira Jr

Resumo


Os Estados Unidos consolidaram durante o século XX um ecossistema de inovação responsável por garantir a liderança econômica do ciclo sistêmico do capitalismo mundial. A despeito das reformas nesse ecossistema implantadas durante as desregulamentações neoliberais do governo Reagan, o sistema nacional de inovações norte-americano continua competitivo em virtude da sólida trajetória institucional construída.


Palavras-chave


Sistemas Nacionais de Inovação; Estratégia de Desenvolvimento; Estados Unidos

Texto completo:

PDF

Referências


ALIC, John A.; BRANSCOMB, Lewis; BROOKS, Harvey; CARTER, Ashton B.; EPSTEIN, Gerald L. Beyond Spinoff: Military and Commercial Technologies in a Changing World. Boston: Harvard Business School, 1992.

ALIC, John. Trillions for Military Technology: How the Pentagon Innovates and Why it costs so much. New York: Palgrave Macmillan, 2007.

ALIC, John; MOWERY, David; RUBIN, Edward. U.S. Technology and Innovation Policies: lessons for Climate Change. Pew Center On Global Climate Change. Arlington: Texas, 2003.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir; GENTILI, Pablo. Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ARTHUR, W. Brian. Competing technologies, increasing returns and lock-in by historical events. The Economic Journal, Massachusetts, v. 99, n. 394, 1989.

BINGHAM, Richard D. Industrial Policy American Style: from Hamilton to HDTV. New York: M.E. Sharpe, 1998.

BLOCK, Fred. Swimming Against the Current: the Rise of a Hidden DevelopmentalState in the United States. Politics & Society, New York, v. 36, n. 2, jun 2008.

BLOCK, Fred. The Invisible Hand of Government. In: BLOCK, Fred; KELLER, Matthew. State of Innovation: the U.S. government´s role in Techonology Development. Boulder: Paradigm Publishers, 2011.

BLOCK, Fred; KELLER, Matthew. State of Innovation: The U.S. Government’s Role in Technology Development. Boulder: Paradigm Publishers, 2011.

BRENNER, Robert. The Economics of Global Turbulence: The Advanced Capitalist Economies from Long Boom to Long Downturn, 1945-2005. New York: Verso, 2006.

BUSH, Vannevar. Science: The Endless Frontier. New York: American Council of Learned Societies, 1945.

CASSIOLATO, José E. e ARROIO, Ana M. Conhecimento, sistemas de inovação e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

CHANG, Ha Joon Chutando a Escada: a estratégia do desenvolvimento em perspectiva histórica. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

CHESNAIS, François; SAUVIAT, Catherine. O financiamento da inovação no regime global de acumulação dominado pelo capital financeiro. In: LASTRES, Helena; CASSIOLATO, José E. e ARROIO, Ana M. Conhecimento, Sistemas de Inovação e Desenvolvimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

COSTA, Karen F. A política de incentivo à Inovação dos Estados Unidos: arcabouço institucional, atores e processos. Trabalho Apresentado no 36º Encontro Anual da ANPOCS, 2012.

COSTA, Karen F. Inovação e Desenvolvimento nos Estados Unidos: Os Anos Obama. Trabalho Apresentado no 4º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2013.

DIAMOND, David. Defence Innovation: Internal and External Factors. RUSI Defence Systems. Spring, 2006.

EISENHOWER, Dwight. Military-Industrial Complex Speech. The White House. United States Capitol, Washington, D.C., 1961.

ETZKOWITZ H. The Triple Helix: Industry, University, and Government in Innovation. Nova York: Routledge, 2008.

FREEMAN, Chris. Um pouso forçado para a “nova economia”? A tecnologia da informação e o sistema nacional de inovação dos Estados Unidos. In: LASTRES, Helena.

GILPIN, Robert. War and Change in World Politics. Nova York: Cambridge University Press, 1981.

HALL, Peter. A.; TAYLOR, Rosemary C. R. Political science and the three new institutionalisms. Political Studies, New Jersey, v. 44, n.4, 1996.

IZERROUGENE, Bouzid. Inovação Tecnológica e Cíclo Econômico. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, Uberlândia, v. 35, 2013.

LEYDEN, Dennis P.; LINK, Albert N. Public Sector Entrepreneurship: US Technology and Innovation Policy. New York: Oxford University Press, 2015.

LIST, Georg Friedrich. Sistema Nacional de Economia Política. São Paulo: Nova Cultural, 1986.

LUZ, Rafael R. A revolução a partir do átomo: o papel do Estado no desenvolvimento do setor de nanotecnologia nos EUA. Dissertação de Mestrado. Instituto de Relações Internacionais. Universidade de Brasília, 2014.

MARZANO, Fábio. Políticas de inovação no Brasil e nos Estados Unidos: a busca da competitividade - oportunidades para a ação diplomática. Brasília: Funag, 2011.

MATOS, Paulo Todescan; ABDAL, Alexandre. Estados Unidos: mudanças jurídico-institucionais e inovação. ARBIX, G. (org.). Inovação: estratégia de sete países. Brasília, DF: ABDI, 2010.

MAZZUCATO, Mariana. O Estado Empreendedor. Desmascarando o mito do setor público vs. setor privado. São Paulo: Portfólio-Penguin, 2014.

MEDEIROS, Carlos A. O Desenvolvimento Tecnológico Americano no Pós-Guerra como um Empreendimento Militar. In: FIORI, José L. O Poder Americano. Petrópolis: Vozes, 2004.

MORAES, Reginaldo C. C. Ensino superior de curta duração: a experiência norteamericana dos Community Colleges. Cadernos de Pesquisa, Fundação Carlos Chagas, Rio de Janeiro, v. 44, 2014.

MORAES, Reginaldo C. C. Paradoxos do ensino superior norte-americano: uma nota de pesquisa. Educação & Sociedade, Campinas, v. 34, 2013.

MOWERY, David; ROSENBERG, Nathan. Trajetórias da inovação: a mudança tecnológica nos Estados Unidos da América no século XX. Campinas: Editora Unicamp, 2005.

NELSON, Richard. As Fontes do Crescimento Econômico. Campinas: Editora Unicamp, 2006.

NELSON, Richard. Recent evolutionary theorizing about economic change. Journal of Economic Literature, New York, n. 33, 1995.

NYE Jr., Joseph. O Paradoxo do Poder Americano: Por Que a Única Superpotência do Mundo Não Pode Prosseguir Isolada. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

PEREZ, Carlota. Prefácio: desvendando mitos. In: MAZZUCATO, Mariana. O EstadoEmpreendedor. Desmascarando o mito do setor público vs. setor privado. São Paulo: Portfólio- Penguin, 2014.

PIERSON, Paul. Increasing returns, path dependence, and the study of politics. American Political Science Review, Washington, v. 94, n. 2, 2000.

ROSENBERG, Nathan. Por dentro da caixa-preta: tecnologia e economia. Campinas: Editora Unicamp, 2006.

SKOCPOL, Theda. Social Policy in the United States: Future. Possibilities in Historical Perspective. Princeton, NJ: Princeton. University Press, 1995.

SMITH, Keith. Medidas políticas para apoiar inovação: experiências internacionais. In: CGEE. Avaliação de políticas de ciência, tecnologia e inovação: diálogo entre experiências internacionais e brasileiras. Brasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2008.

STIGLITZ, Joseph. Os Exuberantes anos 90: uma nova interpretação da década mais próspera da história. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

STOKES, Donald E. O quadrante de Pasteur: a ciência básica e a inovação tecnológica. Campinas – SP: Editora da Unicamp, 2005.

VIEIRA, Pedro A.; FERREIRA, Luiz M. O Brasil na atual conjuntura científico-tecnológica da economia mundo capitalista. In: VIEIRA, Rosângela: O Brasil, a China e os Estados Unidos na atual conjuntura da economia-mundo capitalista. Marília: Oficina Universitária, 2013.

WESSNER, C. (ed.). The Small Business Innovation Research Program: Challenges and Opportunities. Washington D.C.: National Academy Press, 1999.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7976.2017v24n38p263

Direitos autorais 2019 Hermes Moreira Jr

Esboços: histórias em contextos globais - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil