Do Estado empreendedor ao mito da não-intervenção: A inovação como instituição nos Estados Unidos

Autores

  • Hermes Moreira Jr UFGD

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2017v24n38p263

Palavras-chave:

Sistemas Nacionais de Inovação, Estratégia de Desenvolvimento, Estados Unidos

Resumo

Os Estados Unidos consolidaram durante o século XX um ecossistema de inovação responsável por garantir a liderança econômica do ciclo sistêmico do capitalismo mundial. A despeito das reformas nesse ecossistema implantadas durante as desregulamentações neoliberais do governo Reagan, o sistema nacional de inovações norte-americano continua competitivo em virtude da sólida trajetória institucional construída.

Biografia do Autor

Hermes Moreira Jr, UFGD

Doutor em Relações Internacionais pela UNESP. Professor da Universidade Federal da Grande Dourados.

http://lattes.cnpq.br/8140243317407008

 

Referências

ALIC, John A.; BRANSCOMB, Lewis; BROOKS, Harvey; CARTER, Ashton B.; EPSTEIN, Gerald L. Beyond Spinoff: Military and Commercial Technologies in a Changing World. Boston: Harvard Business School, 1992.

ALIC, John. Trillions for Military Technology: How the Pentagon Innovates and Why it costs so much. New York: Palgrave Macmillan, 2007.

ALIC, John; MOWERY, David; RUBIN, Edward. U.S. Technology and Innovation Policies: lessons for Climate Change. Pew Center On Global Climate Change. Arlington: Texas, 2003.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir; GENTILI, Pablo. Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ARTHUR, W. Brian. Competing technologies, increasing returns and lock-in by historical events. The Economic Journal, Massachusetts, v. 99, n. 394, 1989.

BINGHAM, Richard D. Industrial Policy American Style: from Hamilton to HDTV. New York: M.E. Sharpe, 1998.

BLOCK, Fred. Swimming Against the Current: the Rise of a Hidden DevelopmentalState in the United States. Politics & Society, New York, v. 36, n. 2, jun 2008.

BLOCK, Fred. The Invisible Hand of Government. In: BLOCK, Fred; KELLER, Matthew. State of Innovation: the U.S. government´s role in Techonology Development. Boulder: Paradigm Publishers, 2011.

BLOCK, Fred; KELLER, Matthew. State of Innovation: The U.S. Government’s Role in Technology Development. Boulder: Paradigm Publishers, 2011.

BRENNER, Robert. The Economics of Global Turbulence: The Advanced Capitalist Economies from Long Boom to Long Downturn, 1945-2005. New York: Verso, 2006.

BUSH, Vannevar. Science: The Endless Frontier. New York: American Council of Learned Societies, 1945.

CASSIOLATO, José E. e ARROIO, Ana M. Conhecimento, sistemas de inovação e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

CHANG, Ha Joon Chutando a Escada: a estratégia do desenvolvimento em perspectiva histórica. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

CHESNAIS, François; SAUVIAT, Catherine. O financiamento da inovação no regime global de acumulação dominado pelo capital financeiro. In: LASTRES, Helena; CASSIOLATO, José E. e ARROIO, Ana M. Conhecimento, Sistemas de Inovação e Desenvolvimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

COSTA, Karen F. A política de incentivo à Inovação dos Estados Unidos: arcabouço institucional, atores e processos. Trabalho Apresentado no 36º Encontro Anual da ANPOCS, 2012.

COSTA, Karen F. Inovação e Desenvolvimento nos Estados Unidos: Os Anos Obama. Trabalho Apresentado no 4º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2013.

DIAMOND, David. Defence Innovation: Internal and External Factors. RUSI Defence Systems. Spring, 2006.

EISENHOWER, Dwight. Military-Industrial Complex Speech. The White House. United States Capitol, Washington, D.C., 1961.

ETZKOWITZ H. The Triple Helix: Industry, University, and Government in Innovation. Nova York: Routledge, 2008.

FREEMAN, Chris. Um pouso forçado para a “nova economia”? A tecnologia da informação e o sistema nacional de inovação dos Estados Unidos. In: LASTRES, Helena.

GILPIN, Robert. War and Change in World Politics. Nova York: Cambridge University Press, 1981.

HALL, Peter. A.; TAYLOR, Rosemary C. R. Political science and the three new institutionalisms. Political Studies, New Jersey, v. 44, n.4, 1996.

IZERROUGENE, Bouzid. Inovação Tecnológica e Cíclo Econômico. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, Uberlândia, v. 35, 2013.

LEYDEN, Dennis P.; LINK, Albert N. Public Sector Entrepreneurship: US Technology and Innovation Policy. New York: Oxford University Press, 2015.

LIST, Georg Friedrich. Sistema Nacional de Economia Política. São Paulo: Nova Cultural, 1986.

LUZ, Rafael R. A revolução a partir do átomo: o papel do Estado no desenvolvimento do setor de nanotecnologia nos EUA. Dissertação de Mestrado. Instituto de Relações Internacionais. Universidade de Brasília, 2014.

MARZANO, Fábio. Políticas de inovação no Brasil e nos Estados Unidos: a busca da competitividade - oportunidades para a ação diplomática. Brasília: Funag, 2011.

MATOS, Paulo Todescan; ABDAL, Alexandre. Estados Unidos: mudanças jurídico-institucionais e inovação. ARBIX, G. (org.). Inovação: estratégia de sete países. Brasília, DF: ABDI, 2010.

MAZZUCATO, Mariana. O Estado Empreendedor. Desmascarando o mito do setor público vs. setor privado. São Paulo: Portfólio-Penguin, 2014.

MEDEIROS, Carlos A. O Desenvolvimento Tecnológico Americano no Pós-Guerra como um Empreendimento Militar. In: FIORI, José L. O Poder Americano. Petrópolis: Vozes, 2004.

MORAES, Reginaldo C. C. Ensino superior de curta duração: a experiência norteamericana dos Community Colleges. Cadernos de Pesquisa, Fundação Carlos Chagas, Rio de Janeiro, v. 44, 2014.

MORAES, Reginaldo C. C. Paradoxos do ensino superior norte-americano: uma nota de pesquisa. Educação & Sociedade, Campinas, v. 34, 2013.

MOWERY, David; ROSENBERG, Nathan. Trajetórias da inovação: a mudança tecnológica nos Estados Unidos da América no século XX. Campinas: Editora Unicamp, 2005.

NELSON, Richard. As Fontes do Crescimento Econômico. Campinas: Editora Unicamp, 2006.

NELSON, Richard. Recent evolutionary theorizing about economic change. Journal of Economic Literature, New York, n. 33, 1995.

NYE Jr., Joseph. O Paradoxo do Poder Americano: Por Que a Única Superpotência do Mundo Não Pode Prosseguir Isolada. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

PEREZ, Carlota. Prefácio: desvendando mitos. In: MAZZUCATO, Mariana. O EstadoEmpreendedor. Desmascarando o mito do setor público vs. setor privado. São Paulo: Portfólio- Penguin, 2014.

PIERSON, Paul. Increasing returns, path dependence, and the study of politics. American Political Science Review, Washington, v. 94, n. 2, 2000.

ROSENBERG, Nathan. Por dentro da caixa-preta: tecnologia e economia. Campinas: Editora Unicamp, 2006.

SKOCPOL, Theda. Social Policy in the United States: Future. Possibilities in Historical Perspective. Princeton, NJ: Princeton. University Press, 1995.

SMITH, Keith. Medidas políticas para apoiar inovação: experiências internacionais. In: CGEE. Avaliação de políticas de ciência, tecnologia e inovação: diálogo entre experiências internacionais e brasileiras. Brasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2008.

STIGLITZ, Joseph. Os Exuberantes anos 90: uma nova interpretação da década mais próspera da história. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

STOKES, Donald E. O quadrante de Pasteur: a ciência básica e a inovação tecnológica. Campinas – SP: Editora da Unicamp, 2005.

VIEIRA, Pedro A.; FERREIRA, Luiz M. O Brasil na atual conjuntura científico-tecnológica da economia mundo capitalista. In: VIEIRA, Rosângela: O Brasil, a China e os Estados Unidos na atual conjuntura da economia-mundo capitalista. Marília: Oficina Universitária, 2013.

WESSNER, C. (ed.). The Small Business Innovation Research Program: Challenges and Opportunities. Washington D.C.: National Academy Press, 1999.

Downloads

Publicado

2017-12-04