Da Revolução Cubana à Era Obama: das tensões à normalização

Alfredo Juan Guevara Martinez

Resumo


Desde a Revolução de 1959, as relações dos Estados Unidos com Cuba entraram em uma era de antagonismo e tensões políticas. Após quase meio século de uma proximidade íntima, os dois países passaram a ser inimigos em pleno contexto de Guerra Fria. O resultado disso foi que os Estados Unidos se engajaram em uma estratégia austera de política exterior com Cuba, cortando relações diplomáticas e impondo um embargo comercial que viria a se perpetuar por meio século. Mesmo com o fim do conflito bipolar, as relações antagônicas entre os dois países se mantiveram inalteradas e Cuba permaneceu um país em isolamento graças ao embargo comercial estadunidense. Foi somente em 2014 que a administração Obama apostou em uma estratégia diferente, quebrando um paradigma político de décadas e promovendo uma reaproximação com Cuba. Ainda assim, o processo de normalização nunca foi completo e evidenciou como a estratégia de política externa dos Estados Unidos para Cuba depende de diferentes atores domésticos e seus distintos interesses. Para compreender esse fenômeno é preciso entender como se formou a estratégia antiga, por que ela se perpetuou e quais foram as condições que levaram a que fosse possível sua quebra. Este artigo traz um estudo histórico dos principais eventos entre Cuba e Estados Unidos que ocorreram a partir da Revolução, buscando melhor explicar a formação e a mudança da estratégia de política externa estadunidense para Cuba, passando por eventos como a invasão da Baía dos Porcos, a Crise dos Mísseis, as diversas crises migratórias até o processo de normalização e ruptura da antiga estratégia promovido pelo governo Obama.


Palavras-chave


Cuba; Estados Unidos; Normalização

Texto completo:

PDF

Referências


ALISSON, T. Graham; ZEILIKOW, Philip. The Essence of Decision: Explaining the Cuban Missile Crisis. New York: Longman. 1999.

ALZUGARAY, Carlos. De Bush a Bush: balance y perspectivas de la política externa de los Estados Unidos hacia Cuba y el Gran Caribe, América Latina y el (des)orden global neoliberal. Hegemonía, contrahegemonía, perspectivas. Buenos Aires: Editora CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2004.

AYERBE, Luis F. A Revolução Cubana. São Paulo: Editora da UNESP, 2004.

CARCANHOLO, Marcelo, D.; NAKATANI, Paulo. Crise e Reformas de Mercado: A Experiência de Cuba nos Anos 90, Problemas del Desarrollo, Revista Latinoamericana de Economía, v. 33, 128, México:IIEc-UNAM, 2002. Disponível em: http://www.ejournal.unam.mx/pde/pde128/PDE12807.pdf. Acesso: 02 mar. 2017.

CHÁVEZ, Ernesto R., A crise migratória do verão de 1994. Balanço e perspectivas do fluxo emigratório cubano: 1984-1996, Revista Brasileira de Estudos Populacionais, Campinas, 13(2). 1996. Disponível em: http://www.abep.nepo.unicamp.br/docs/rev_inf/vol13_n2_1996/vol13_n2_1994_2artigo_135_167.pdf. Acesso: 27 dez. 2012.

DÍAZ, Antonio, A., La emigración cubana hacia Estados Unidos a la luz de su política inmigratoria. CEMI, Centro de Estudios de Migraciones Internacionales. La Habana, Cuba, 2000.

FERNANDÉZ, Consuelo M; QUIJANO, Magali M. ¿Circuito Cerrado? Reflexiones sobre los determinantes en las salidas ilegales del país. CEMI, Centro de Estudios de Migraciones Internacionales, La Habana, Cuba. 2003. Disponível em: http://biblioteca.clacso.edu.ar/ar/libros/cuba/cemi/circuito.pdf . Acesso: 02/01/2013.

GOBIERNO DE CUBA. Acuerdos migratorios Cuba- EEUU. 2015. Disponível em: http://www.cubagob.cu/rel_ext/acuerdos.htm. Acesso em: 23 de janeiro de 2015.

GOTT, Richard. Cuba. Uma Nova História. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2006.

GRANDIN, Greg. Empire’s workshop: Latin America, the United States, and the rise of the new imperialism. Henry Holt, New York: 2007.

GUEVARA, Alfredo J. M. O Processo Decisório do Cuban Adjustment Act: Variações de contexto e manutenção da lei (1966 a 2014): PUC-Minas (Pontíficia Universidade Católica de Minais Gerais). 2015. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós Graduação em Relações Internacionais PUC-Minas.

GUTIÉRREZ, Carlos, G. Los latinos y la política exterior de Estados Unidos. Foreign Affairs en Español, otoño- invierno, 2002.

HOLDEN Robert H., ZOLOV. Eric. Latin America and the United States: a documentary history. New York : Oxford University, 2000.

LAMRANI, Salim. El Lobby Cubano em Estados Unidos de 1959 Hasta Nuestros Días, 2003. Disponível em: www.rebelion.org/libros/lobby_cubano.pdf. Acesso em: 23/02/2014.

LEOgrande, William M. and Kornbluh, Peter. 2015. Back Channel to Cuba: The hidden history of negotiations between Washington and Havana. Chapel Hill: The University of South Carolina Press.

MARRAWI, José B.; MÉNDEZ, José L. M. La República de Miami. La Habana: Editorial de Ciencias Sociales, 2005.

MESA-LAGO, Carmelo; PÉREZ-LÓPEZ, Jorge. Cuba Under Raúl Castro: Acessing the Reforms, Boulder CO: Lynn Rienner, 2013.

MORRONE, Priscila. A Fundação Nacional Cubano-Americana (FNCA) na Política Externa dos Estados Unidos para Cuba: UNESP (Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho), UNICAMP (Universidade de Campinas) e PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). 2008. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais “San Tiago Dantas”. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/cp061066.pdf. Acesso em 06/09/2013.

PECEQUILO, Cristina Soreanu. A Política Externa dos Estados Unidos: continuidade ou mudança? Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2005.

PREVOST, Gary. Cuba. In: Vanden, Harry. E; Prevost, Gary. Politics of Latin America: the power game. Oxford ; New York: Oxford University Press, 2015.

SCHOULTZ, Lars. Estados Unidos: poder e submissão: uma história da política norte - americana em relação a América Latina. Tradução Raul Fiker ; revisão técnica Mary Anne Junqueira. EDUSC, Bauru: 2000.

SCHOULTZ, Lars. That infernal little Cuban republic : the United States and the Cuban Revolution. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 2009.

SEGRERA, Francisco, L. The United States and Cuba: From Closest Enemies to Distant Friends. Maryland, Lanham: Rowman and Little Field, 2017.

SUCHLIKI, Jaime. Cuba: From Columbus to Castro and Beyond. Brassey’s Inc: Washington, D.C.: 2002. BOSCH, Juan. De Cristóbal Colón a Fidel Castro: el Caribe, frontera imperial. Publisher: Miguel Angel Porrua: 2009.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7976.2017v24n38p315

Direitos autorais 2019 Alfredo Juan Guevara Martinez

Esboços: histórias em contextos globais - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil