O Estado e a Imprensa no Brasil: Uma análise da obra de Nelson Werneck Sodré

Autores

  • Octavio Penna Pieranti FGV
  • Paulo Emilio Matos Martins FGV

Palavras-chave:

Imprensa, Estado, Historiografia, Brasil Século XX, Nelson Werneck Sodré

Resumo

Estado e meios de comunicação de massa apresentam, no Brasil, relação de proximidade tamanha que, em momentos específicos de nossa história, proporcionam uma confusão de interesses. À luz de uma perspectiva marxista, o historiador Nelson Werneck Sodré analisou a simbiose entre governantes e imprensa no país no livro intitulado História da Imprensa no Brasil. Este artigo tem por objetivo resgatar as idéias do autor difundidas naquela obra, estabelecendo uma relação analítica deste intérprete da realidade brasileira. Fica patente a atualidade de seus questionamentos e debates, encontrando eco até o presente e passados mais de seis anos de seu falecimento.

Biografia do Autor

Octavio Penna Pieranti, FGV

Doutorando em Administração na Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getulio Vargas

Paulo Emilio Matos Martins, FGV

Professor Titular da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getulio Vargas

Downloads

Publicado

2007-11-03

Edição

Seção

Artigo