O mito de Adão e Eva revisitado: acerca do masculino e do feminino na cultura da nação

Autores

  • Maria Bernardete Ramos Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Nacionalismo, Virilização da Cultura, Plínio Salgado

Resumo

Os nacionalismos ocidentais, no entorno do século XIX para o XX, intersectam gênero e reprodução da prole no âmbito em que as nações empreenderam políticas populacionais para configurar a etnia de cada país. por um lado, a idéia de masculinidade era básica para a ideologia do nacionalismo, com amplos investimentos na virilização dos povos, de outro, a mulher tornar-se-ia encarregada da linha étnica da nação ao gerar crianças que nascessem e crescessem como membros do grupo étnico. O texto discute esta problemática no discurso “espiritualizante” de Plínio Salgado, chefe de Integralismo Brasileiro, fundado na crença de que somente a restauração dos valores cristãos tiraria a sociedade brasileira do “estado de decadência em que se encontrava”.

Downloads

Publicado

2001-01-01

Edição

Seção

Dossiê