Religião e Etnia na formação da Colônia Porto Novo (Extremo Oeste Catarinense)

Autores

  • André Carlo Werle Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Religião, Etnia, Colonização

Resumo

A idéia de religião e etnia constituiu-se o marco divisor entre os colonos aptos e os não aptos a comprar terras da colônia Porto Novo, de modo que seus organizadores, os jesuítas alemães, de São Leopoldo, RS, pretendiam formar uma comunidade étnica e religiosamente homogênea: católica e alemã. Partindo disso,analisa-se neste artigo, o significado da idéia de homogeneidade étnica e religiosa presente na formação desta colônia.

Downloads

Publicado

2000-01-01

Edição

Seção

Artigo